domingo, 30 de setembro de 2012

Perdemos o jogo, não o foco. Por Aline

Aline Izabeli Silva de Sousa
O Furacão perdeu para o Bragantino ontem, e deixou escapar a chance de entrar no G-4. Faltando 11 rodadas para o término do campeonato, temos a necessidade de conseguir pelo menos alguns pontinhos fora de casa, e ai, vacilamos contra um time fraco como esse e acabamos perdendo pontos. Digo isso porque deveriamos ter feito como no jogo contra o barueri, em que aproveitamos a fraqueza do adversário para vencer e fazer saldo. 
O time num todo jogou mal, Drubscky mexeu errado e faltou ofensividade, pois contar com Fernandão é contar com a sorte, e nem sempre isso funciona. O único que correu e tentou levar a equipe à vitória foi João Paulo, que aliás, vem sendo um dos destaques nessa caminhada para a série A. E agora temos pela frente mais 6 partidas em casa e 5 fora, em que precisamos vencer umas duas para conquistar o objetivo do ano.
É preciso atenção, foco e muita disposição aos nossos jogadores, pois estamos na reta final e é agora que as coisas se definirão. Há torcedores pessimistas que já jogaram a toalha, mais eu permaneço esperançosa, até o fim. Já estivemos em situações piores e conseguimos, quando ninguém acreditava, só os apaixonados. Não será agora que vamos abandonar o nosso Atlético. Vamos, Furacão, a primeira divisão está a alguns passos apenas!

Saudações Rubro Negras

Aline de Sousa

sábado, 29 de setembro de 2012

Apático, Atlético perde e se complica!

O Atlético perdeu para o Bragantino por 2 a 1 no estádio Nabi Abi Chedid. Com um gol polêmico e um erro no final, o Furacão foi surpreendido e ficou sem conseguir entrar no G4 da Série B do Brasileiro. 
No próximo jogo, o Rubro-Negro enfrenta o América-MG, em casa.
Um jogo pra se esquecer, afinal, o time não jogou absolutamente nada, cometeu erros ridículos, inclusive no gol da vitória do time da casa!!! Acorda Manoel!!!

Acertos Por Diogo Rodrigues Manassés


Ao contrário da diretoria anterior, a atual está com saldo positivo – mais acertos que erros. Dois alertas: “mais acertos” não significa “só” acertos; este não é um texto político, escrevo desta vez para fazer alguns elogios pontuais. Da mesma forma que já critiquei a atual diretoria, para ser justo, tenho de fazer os elogios.
            Pelo que foi noticiado no twitter, o Clube acertou pré-contrato com três jogadores, um deles, estrangeiro. Se erraram, no início desse ano, ao fazer um bom planejamento na metade do ano, agora acertam, ao tentar um planejamento para o início de 2013. É evidente que precisamos descobrir se os novatos são bons jogadores, mas, apenas pelos pré-contratos, os dirigentes mostram a vontade de começar cedo um novo planejamento.
            Outro acerto foi uma nova nota oficial, divulgada no site do Clube, afirmando que a relação entre CAP e Caixa sempre foi ótima, ao contrário do que afirmou o superintendente do insignificante time tricolor da nossa capital. Agiu certo a diretoria: foi uma declaração infeliz do dirigente paranista, que devia, inclusive, apresentar uma retratação (o que talvez seja demasiadamente civilizado).
            Por fim, dos acertos recentes, o mais visível e gerador de resultados é o retorno do mando dos jogos a Curitiba. Envolve um sacrifício para a torcida, em decorrência do horário, além do fato de o estádio não ter a estrutura com a qual facilmente nos acostumamos. Mas está fazendo a diferença – ao menos é o que mostram os números. Se será suficiente para subir, não sabemos, mas a arrancada tem como um dos responsáveis o (agora simpático e acolhedor, não acham?) EcoEstádio, sem dúvidas. SRN.

Arbitragem


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu o trio de arbitragem que comanda a partida entre Bragantino x Atlético, marcada para sábado, às 16h em Bragança Paulista.

O escolhido foi o baiano Jailson Macedo Freitas, que será auxiliado por Luiz Carlos Silva Teixeira e Adson Marcio Lopes Leal.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Felipe, ganha vaga no Atlético

O meia Felipe e o atacante Fernandão serão os susbtitutos de Henrique e Marcão, quecumprem suspensão automática e estão de fora da partida contra o Bragantino. O jogo acontece neste sábado (29), às 16h, no estádio Nabi Abi Chedid.
Estas serão as únicas alterações com relação à equipe que entrou em campo na última rodada da Série B, contra o Ceará. Com 46 pontos, o Furacão busca a vitória fora de casa para se aproximar ainda mais do G4, e dependendo da combinação de resultados da rodada até entrar na zona de classificação para a Série A;
O Atlético deve iniciar a partida contra o Bragantino com: Weverton, Maranhão, Manoel, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Felipe e Elias; Marcelo e Fernandão.

Reta final...vamos subir Furacão! Por Célio

Galera rubro-negra, estamos todos na expectativa para os próximos jogos do Furacão. Faltam apenas 12 partidas para o fim do campeonato brasileiro da série B. Todos começamos à sonhar com o acesso e fazemos as contas...Segundo reza a lenda com 65 pontos se consegue o acesso, já conquistamos 46 pontos e ainda temos 36 para disputarmos, ou seja dependemos muito do nosso próprio desempenho. Faltam 6 partidas para jogarmos em casa, com o apoio incondicional da nossa maravilhosa torcida...se tivermos um desempenho de 100% precisaremos beliscar um pontinho apenas fora de casa. Porém se mantivermos esse embalo de bons resultados que a equipe vem apresentando, com certeza o sofrimento será bem menor! Todo esse ponto de vista é visto pelo Furacão, sem levar em conta possíveis tropeços de adversários diretos. Mesmo com  as adversidades  normais de um campeonato, como modificações forçadas na equipe em função de contusões e cartões recebidos...nesse campeonato estamos até tranquilos visto que a equipe está muito bem estruturada e quase todas as posições tem um reserva à altura para suprir a carência. Além do mais agora podendo mandar seus jogos em Curitiba no Ecoestádio,vulgo Caveirão,ao lado de sua torcida a expectativa de ótimos resultados é muito mais certa! Seguiremos apoiando e quebrando todos os recordes do Janguitão para que o nosso Furacão tenha em breve sucesso e retorne para o lugar de onde jamais deveria ter saído, a série A. SRN.à todos... 

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Mais um atleta recuperado

O lateral-esquerdo Wellington Saci, do Atlético, está recuperado da lesão no tornozelo direito. Saci ficou de fora da equipe Rubro-Negra desde a 12ª rodada da Série B, quando o Atlético perdeu para o Vitória, no dia 21 de julho.
De volta aos treinos, o lateral está participando normalmente dos treinos e já está a disposição do técnico Ricardo Drubscky para a sequencia da competição nacional.
Segundo Saci, o apoio do grupo atleticano foi fundamental para a recuperação. "Tive uma contusão grave. Com a força de todo mundo, pude me recuperar o mais rápido possível para ajudar o time a conseguir nosso objetivo, que é o acesso", garantiu.
E agora, o lateral está pronto para voltar ao time caso Drubscky precise. "Estou confiante e já sem dor nenhuma. Estou pronto para ajudar meus companheiros se o professor [Ricardo Drubscky, treinador] precisar. Faltam poucas partidas para o término da competição, por isso vou entrar e dar o meu máximo. Como sempre fiz", finalizou.

Estamos na briga! Por Luana

O Furacão somou mais três pontos na tabela, após vencer o Ceará, no sábado. Com o resultado de 2x1 o Rubro-Negro se manteve, até ontem, na quinta colocação - pois com a vitória do Joinville, abrindo a 27ª rodada, perdemos a posição para os catarinenses. Vitória importante que nos mantém na briga rumo à série A do ano que vem.
Com a semana inteira para trabalhar, entrando em campo somente no sábado (29), contra o Bragantino, o Furacão busca continuar vencendo para entrar de vez no G-4. Drubscky terá dois desfalques para esta partida: o atacante Marcão e o meia Henrique, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Mas conta com várias opções para as posições dos dois jogadores.
Faltando ainda 12 rodadas para o fim do campeonato, o Furacão jogará seis dentro de casa. Se quiser subir - pensando nos números dos quartos colocados dos anos anteriores – precisamos de pelo menos mais 7 vitórias, ou seja, vencer as seis em Curitiba e mais uma como visitante.
Tarefa difícil, mas que se tornará fácil com o apoio da torcida atleticana. Voltamos para capital, e jogando no Ecoestádio o Furacão está invicto no campeonato. Se essa estatística continuar (e tenho a certeza que irá) o Clube Atlético Paranaense, no ano que vem, estará novamente entre os 20 clubes da série A. Como nosso próprio técnico disse, “só dependemos de nós", pois, são muitos concorrentes para apenas 4 vagas. Por isso, cada jogo deve ser considerado uma batalha.
Se continuarmos com essa dedicação, essa vontade de vencer e principalmente jogando a série B, com se deve jogar, o Rubro-Negro tem tudo para estar entre os 4 primeiros na última rodada do campeonato.
Eu acredito!

Vencer, meu Furacão …


Beijos e SRN para todos!

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Marcão e Henrique estão fora da próxima partida

O técnico Ricardo Drubscky escala, desde a reestreia dele à frente da equipe rubro-negra, no começo de agosto, um time-base. A escalação, porém, sofre mudanças por questões médicas, por suspensão ou por opção. Com a rotatividade, o goleiro Weverton, o meia Henrique e o atacante Marcão são os únicos "sobreviventes", titulares em todos as partidas na segunda passagem do comandante rubro-negro: 12 jogos, com oito vitórias, dois empates e duas derrotas.
Mas o treinador perde dois dos três "homens de confiança" para o próximo compromisso, contra o Bragantino, às 16h (horário de Brasília) de sábado, no Estádio Nabi Abi Chedid. Henrique e Marcão estão suspensos pelos terceiros cartões amarelos, recebidos na vitória por 2 a 1 sobre o Ceará, no último fim de semana, no Ecoestádio Janguitão.

O time trabalha na tarde desta segunda-feira e volta aos treinos na manhã de terça-feira, no CT do Caju. A definição sobre os substitutos deve ocorrer até sexta-feira. Para a vaga no meio-campo, Ricardo Drubscky conta com Felipe e Paulo Baier, além do uruguaio Martín Ligüera. O jovem Harrison, em fase final de recuperação, também pode ficar à disposição para sábado. E, para o ataque, o técnico pode escalar os centroavantes Tiago Adan ou Fernandão ou os jovens Taiberson e Ricardinho.
Com a vitória sobre o Vozão, o Rubro-Negro tem 46 pontos. Ele é o quinto colocado e tenta entrar no G-4. Se vencer o Braga, ele pode chegar até à terceira posição - depende de derrotas do São Caetano (que visita o Paraná Clube, na Vila Capanema) e do Goiás (que encara o Guaratinguetá no Estádio Dario Leite). Os concorrentes entram em campo na noite de sexta-feira.

domingo, 23 de setembro de 2012

Quase lá! Por Aline

Olá, nação atleticana. Após algum tempo sem escrever devido à correria, estou aqui para falar do nosso grande amor, o Clube Atlético Paranaense. Ele, que nos deixou muito felizes ontem, após a suada vitória diante de um dos times que caiu junto conosco e saberíamos que nos daria trabalho.
Todos nos mobilizamos para o janguito, para encentivar o Furacão para mais essa batalha. O jogo começou quente, com o Rubro Negro saindo na frente: Elias, peça chave nesse time atual, chutou forte e fez o primeiro gol. Nós, que estavamos na arquibancada superior, sentimos o estádio balançar. E ai, nos batemos um pouco com a lateral direita deles, que subia com perigo para tentar o empate, mais acabou 1 a 0 pro Cap o primeiro tempo.
Na segunda etapa, em uma falha coletiva de nossa defesa, em que Maranhão deixou a bola passar e nosso grande goleiro Wéverton também, tomamos o empate. Ai tomamos uma pressãozinha do time cearense, mais graças a Deus, o 'grosso' Marcão acertou uma bomba da entrada da área e fez o segundo gol. Dai em diante, a nação atleticana cantava a vitória e comemorava que o Furacão continua nas cabeças, em 5º, colado no G-4.
Não temos nada de espetacular, mais a garra de jogadores como João Paulo, a prudência de Pedro Botelho e a categoria do meia Elias vem fazendo a diferença. Esse time tem tudo para subir, mesmo tendo algumas feridas como Henrique, que foi o pior da partida em minha opinião. E na parte técnica, Drubscky vem fazendo o arroz com feijão e vem dando certo. Falta muito pouco para a nossa volta, é só acreditar, buscar mais umas 6 vitórias e torcer para alguns tropeços.
Fé, nação atleticana, o Rubro Negro vai subir!
SRN! 

Furacão supera o Ceará e segue na briga pelo acesso!


Quando o atacante Elias balançou as redes com apenas dois minutos de jogo, não parecia que o Atlético-PR iria sofrer tanto para vencer o Ceará, pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O placar foi um apertado 2 a 1, conquistado mais na garra dos atacantes do que na qualidade do conjunto rubro-negro. O Vozão usou todas as armas para sair de Curitiba com pelo menos um ponto, mas teve problemas para superar a defesa do Furacão. O atacante Marcão fez o gol da vitória para o time paranaense, enquanto o lateral-esquerdo Márcio Careca balançou as redes para a equipe nordestina.
Apesar do resultado positivo, o Furacão não consegue o maior objetivo da rodada: retornar para o G-4. O motivo é a vitória do São Caetano, que venceu o CRB, e manteve a vantagem em três pontos. O Atlético-PR está com 46 pontos. Com 41 ainda, por causa da derrota, o Ceará não consegue avançar na classificação e estaciona na sétima posição.
O Atlético-PR entra em campo no próximo sábado, às 16h (de Brasília), contra o Bragantino, no interior paulista. 

sábado, 22 de setembro de 2012


Hoje tem o programa A VOZ DA CAVEIRA. À partir das 13h, na rádio mais AM 1120 KHz, você não pode perder!!! Todos os assuntos referentes ao FURACÃO e a TORCIDA RUBRO-NEGRA.
Você poderá participar ao vivo da programação pelo fone: 0xx41-3058-1120, e também nos enviar críticas, sugestões ou dúvidas, através do nosso e-mail :
avozdacaveira@osfanaticos.com.br

Arbitragem


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu o trio de arbitragem que comanda a partida entre Bragantino x Atlético, marcada para sábado, às 16h em Bragança Paulista.
O escolhido foi o árbitro matogrossense Wagner Reway, que será auxiliado por Luiz Carlos Silva Teixeira e Adson Marcio Lopes Leal.

Arbitragem


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu nesta terça-feira (18) o trio de arbitragem que comanda a partida entre Atlético x Ceará, sábado às 15h, no Janguitão. O árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva foi o escolhido pela entidade. 
Ele será auxiliado por Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ) e Marcio Correia Dias (PA).

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Furacão precisa conquistar mais 22 para o acesso à série A



O Atlético-PR está próximo do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Para entrar já na próxima rodada, ele precisa vencer o Ceará, às 15h de sábado, e secar o São Caetano, que recebe o CRB às 16h. Para terminar no grupo de acesso, porém, o Rubro-Negro - que soma 43 pontos - tem que conquistar mais 22. Com 65 pontos, segundo os matemáticos, um clube sobe para a Série A.
O Furacão ainda encara Ceará, Bragantino, América-MG, ABC, Avaí, Vitória, Guarani, Guaratinguetá, São Caetano, América-RN, ASA, Criciúma e Paraná Clube.

Colunista Célio no programa A voz da Caveira















Sábado 15/09 no Estúdio da Rádio Mais Am1120 na transmissão do programa da Torcida Organizada Os Fanáticos...com o grande Maurício Varela,o presidente Juliano Rodrigues e o brother Raspinha...superação pessoal extrema para quem ficou com sequelas, inclusive crises de riso,devido à um grave acidente ocorrido a 6 anos quando sofreu TCE(trauma crânio encefálico) seguido de AVC(acidente vascular cerebral). Hoje já bem mais recuperado ele acompanha o Furacão sempre!

Vamos Furacãoooo!!


Galera rubro-negra,  jamais devemos nos abater com o último resultado frente a equipe do Goiás. Perdemos mas a equipe vem numa crescente e mais uma vez jogou um bom futebol. Mesmo tendo tomado 2 gols ainda no primeiro tempo, conseguiu esboçar um poder de reação até chegar ao empate... Pena terem dado bobeira e deixado espaço para a conclusão com sucesso do jogador do Goiás. Mas tudo perfeitamente aceitável dentro de uma partida de futebol...mesmo porque a equipe do furacão dominou a maior parte da partida, mas infelizmente às vezes a falta de uma “peça” importante pode refletir no resultado. A saída do jogador Elias por contusão refletiu demais no ritmo de jogo e com a entrada do volante Derlei a equipe foi acuada e acabou cedendo à pressão adversária. Infelizmente não conseguimos segurar o empate, o que já estaria de bom tamanho. Visto que a partida era contra um adversário direto na briga pelo acesso, dentro de sua casa, e diante de sua torcida. Mas ainda nada está perdido...os resultados nos mantiveram na 5ª colocação, apenas nos obrigando à continuar ter uma boa sequência de resultados para conseguirmos o acesso à série A. Os concorrentes diretos certamente terão dificuldades nos seus embates e dificilmente terão 100% de sucesso. Contando com um pouco de sorte, mas principalmente com a competência da equipe continuemos à torcer incondicionalmente porque só assim conseguiremos atingir o nosso objetivo maior...o Acesso. A ótima notícia é que o zagueiro Manoel, o meia Harrison, o volante Renan Foguinho e o lateral-esquerda Wellington Saci já iniciaram a fase de preparação física e em breve podem reforçar a equipe...o zagueiro Bruno Costa já deve figurar na equipe na nossa próxima partida frente a equipe do Ceará. Sábado é dia de quebrarmos de vez o recorde de público do Ecoestádio e mostrar porque agora ele é chamado carinhosamente de “Caveirão”! SRN.à todos e Vamos Furacãoooo!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Com o pensamento no Ceará! Por Luana Kaseker

Após a derrota para o Goiás, no último sábado (15), o elenco Rubro-Negro se reapresentou nesta terça-feira. Tem a semana inteira para trabalhar, pensando somente no confronto do próximo sábado, contra a equipe do Ceará. Drubscky terá a disposição o zagueiro Bruno Costa, recuperado de lesão. Já Manoel, é dúvida, mas até sábado pode ficar à disposição do técnico. No DM, o Furacão tem ainda os jogadores: Wellington Saci, Renan Foguinho, Harrison e Bruno Furlan. Já o Ceará, tem a disposição sua mais nova contratação, o atacante Magno Alves. Mas não poderá contar com Eusébio, pois o volante sentiu uma lesão muscular.

Com apenas 2 pontos de diferença na tabela, os times fazem um confronto importante. O Furacão buscando se fixar entre os 4 melhores da competição, já o Vozão com objetivos de colar entre os primeiros colocados. O Furacão se vencer, e vai vencer, entra no G-4 e torce por uma derrota do São Caetano, para poder continuar entre os quatro. Já o Vozão com a vitória, pode ganhar duas posições - se o Joinville perder - ficando assim na 5ª colocação.

Por isso, é obrigação vencer!

Para sábado, a torcida atleticana vai comparecer em peso, para fazer o Janguito tremer e, é claro, vibrar com mais uma vitória do nosso amado Clube Atlético Paranaense!

Não esqueçam de habilitar o Smart para o jogo, a liberação começa hoje às 9h.

#TeSigoEmTodaParte

Segunda-feira, o Clube lançou a camisa comemorativa ao centenário do Internacional Foot-Ball Club. Clube fundado em 22 de maio de 1912, que teria como seu presidente Joaquim Américo Guimarães. Dele nasceria também o América Foot-Ball Club, em 24 de maio de 1914. Dez anos depois, ambos se unem, para formar então, o Clube Atlético Paranaense. A camisa em homenagem a este clube tão importante em nossa história é linda, e já está a venda. Se você ainda não viu, vale a pena conferir!

“ Atlético, Atlético,

Conhecemos teu valor,

E a camisa Rubro-Negra,

Só se veste por amor ... “

Beijos e SRN para todos!



terça-feira, 18 de setembro de 2012

Bruno Costa se recupera de lesão e fica à disposição

A partir desta semana o Atlético Paranaense contará com a volta do zagueiro Bruno Costa, se tudo der certo pelo restante da Série B do Campeonato Brasileiro. O atleta polivalente, que atua também pela lateral, entrou em campo pela última vez no dia 28 de julho, diante do Guarani, quando se lesionou.
“Estou de volta. Foi um período longo, um período ruim que ninguém gosta de passar”, afirmou o jogador, que agora espera esquecer o tempo parado e ganhar uma chance do técnico Ricardo Drubscky. “Mas pude me recuperar bem e agora estou 100%. Sem dor, sem nada. Então pode contar comigo agora. Posso ajudar a equipe e continuar com o meu trabalho”, completou.
Para a partida deste final de semana, diante do Ceará, no Eco Estádio Janguito Malucelli, Bruno Costa deverá ficar como opção no banco. Para a posição a expectativa também é pela recuperação de Manoel. Na última rodada, na derrota fora de casa da diante do Goiás, Luiz Alberto e Cleberson formaram o setor.

Tá fazendo falta.

Há quatro jogos sem atuar em razão de uma torção no tornozelo esquerdo, que inflamou alguns ligamentos, Manoel está entregue ao departamento médico - ele se machucou no embate contra o Ipatinga, no dia 1º de setembro. O atleta tem se dedicado diariamente às sessões de fisioterapia no CT do Caju para retornar o mais rapidamente possível aos treinos com bola.
O inchaço na região da lesão vem diminuindo gradativamente e provavelmente ele já inicie o processo de transição nesta terça-feira, quando o restante do elenco retorna aos treinamentos depois de dois dias de folga. Caso isso se confirme, é quase certa a presença dele contra o Ceará.
Se ele não tiver condições, Drubscky deverá seguir com a defesa que escalou nas duas últimas rodadas, com Cleberson e Naldo. O treinador ainda tem a opção de Luiz Alberto, que vem compondo o banco de reservas do Furacão.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Jorge Andrade é confirmado como novo diretor

O especialista marketing esportivo, Jorge Andrade, é o novo diretor do Atlético-PR. Ele, que acompanha o clube desde o fim do mês passado, foi confirmado, através do site oficial, na tarde desta segunda-feira. Com 37 anos, ele trabalhou, como zagueiro, em Internacional e Barra do Garça-MT e, como gestor, pelo Inter.
- Venho para tratar das questões de relacionamento com o mercado, de avaliações de jogadores, de parcerias nacionais com centros de treinamentos e para estar junto deles tocando o Departamento de Futebol - comenta Jorge Andrade.

sábado, 15 de setembro de 2012

Ricardo Drubscky recua o time, e Atlético perde

O Atlético jogou bem contra o Goiás dentro do Serra Dourada. Apesar de sair atrás no placar, levando 2 a 0 no primeiro tempo, o Furacão conseguiu empatar mas acabou sendo castigado e levou o gol no final, de Ricardo Goulart. Com o resultado, o Atlético desceu para a 5ª colocação, com 43 pontos e enfrenta o Ceará, em casa, no próximo sábado (22).

Atlético joga melhor mas é o Goiás quem fez os gols

Jogando em um calor de 38 graus no Serra Dourada, foi o Goiás quem foi para cima logo no começo e abriu o placar apenas aos 2 minutos em uma bela jogada do Esmeraldino.

O lateral-esquerdo Egídio, pela esquerda, deu um lindo lançamento para Walter, que contou com a ajuda da zaga que parou pedindo impedimento, esperou a bola quicar de fora da área e soltou a pancada no ângulo de Weverton.

O Atlético teve duas chances para empatar a partida, ambas com Elias. Na primeira oportunidade, o camisa 10 se enrolou com a bola e na segunda, acertou a trave em cobrança ensaiada de falta.

Apesar de tentar, o Atlético foi castigado por não balançar as redes na primeira etapa e levou o segundo gol. Em cobrança de escanteio de Egídio, o zagueiro Valmir Lucas subiu mais alto que todos e tocou de cabeça para o gol, fechando o placar da primeira etapa.

Atlético chega ao empate mas Ricardo Goulart marca golaço no fim

O Furacão voltou com todo o gás para o segundo tempo e sabia que poderia empatar ou até vencer o jogo pois foi melhor na primeira etapa dentro do Serra Dourada.

Logo aos 5 minutos, o volante João Paulo dominou a bola de longe, pouxou para a perna direita e soltou a pancada no canto do goleiro Harlei, diminuindo o placar e dando esperanças para o Atlético.

11 minutos depois do primeiro gol, o meia Elias deu um lindo passe para Marcelo, que invadiu a área e bateu na saída do goleiro do Esmeraldino, empatando o jogo.

O Atlético continuou em cima em busca da virada mas errava novamente no último passe e acabou sendo castigado no finalzinho da partida. Aos 42 minutos, Ricardo Goulart carregou a bola sozinho, puxou para o meio e de pé esquerdo, soltou uma bomba no ângulo de Weverton para meter o terceiro gol e decretar a vitória do Goiás.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 3 X 2 ATLÉTICO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).
Data: 15 de setembro de 2012, sábado.
Horário: 16h00.

Árbitro: Péricles Bassols Cortez.
Assistentes: Tatiana Jacques de Freitas e Celso Luiz da Silva.

Goiás: Harlei; Vítor, Ernando, Valmir Lucas e Egídio; Amaral, Thiago Mendes, Ramon (Marcos Paulo) e Renan Oliveira (Felipe Amorim); Ricardo Goulart e Walter (Junior Viosa).
Técnico: Enderson Moreira.

Atlético: Weverton; Maranhão (Felipe), Naldo (Luiz Alberto), Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Henrique e Elias (Derley); Marcelo e Marcão.
Técnico: Ricardo Drubscky.

Cartões amarelos: Marcão (CAP); Ricardo Goulart (GOI)
Gols: Walter (GOI), aos 2 minutos, Valmir Lucas, aos 25 minutos do primeiro tempo. João Paulo (CAP), aos 5 minutos, Marcelo (CAP), aos 16 minutos e Ricardo Goulart (GOI), aos 41 minutos do segundo tempo.


Brigando com posições ainda melhores dentro do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, Goiás e Atlético Paranaense se enfrentam neste sábado, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Serra Dourada. Em ascensão, o Furacão quer ultrapassar, ou pelo menos se igualar a mais um rival direto na luta pelo acesso.


FICHA TÉCNICA
GOIÁS X ATLÉTICO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data:
15 de setembro de 2012, sábado
Horário:
16 horas (de Brasília)
Árbitro:
Pericles Bassols Pegado Cortez (FIFA-RJ)
Assistentes: Tatiana Jacques de Freitas (FIFA-RS) e Celso Luiz da Silva (MG)

GOIÁS: Harlei; Vítor, Valmir Lucas, Ernando e Egídio; Thiago Mendes, Amaral, Ramon (Caio) e Ricardo Goulart; Felipe Amorim (Walter) e Iarley (Júnior Viçosa)
Técnico: Enderson Moreira

ATLÉTICO: Weverton; Daniel (Maranhão), Luiz Alberto, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias e Henrique; Marcão e Marcelo (Felipe).
Técnico:
Ricardo Drubscky




Hoje tem o programa A VOZ DA CAVEIRA. À partir das 13h, na rádio mais AM 1120 KHz, você não pode perder!!! Todos os assuntos referentes ao FURACÃO e a TORCIDA RUBRO-NEGRA.
Você poderá participar ao vivo da programação pelo fone: 0xx41-3058-1120, e também nos enviar críticas, sugestões ou dúvidas, através do nosso e-mail :
avozdacaveira@osfanaticos.com.br

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Desafio. Por Diogo Rodrigues Manassés

Se o time vencer o Goiás, estará muito bem encaminhado e, mantendo o ritmo, jogará a série A em 2013. Se empatar, possivelmente não terá a mesma empolgação, possivelmente será passado na tabela, mas ainda fica com grandes chances. Se perder, ainda existem outras partidas a serem jogadas, o importante é não perder o ânimo e o futebol convincente que o grupo vem adquirindo.

Isso é, aliás, o que eu vinha cobrando: futebol convincente. Contra o Barueri, apesar de ser um adversário fraco, um placar tão elástico escancara virtudes. Depois, contra o CRB, um time um pouco mais qualificado, o grupo fez uma das melhores exibições do ano, mais um placar consideravelmente elástico (apesar do suspense após tomar um gol). A evolução está nítida.

Contudo, existe uma diferença entre evolução nítida e evolução suficiente. O time melhorou, é inegável, contudo, não há como saber, ainda, se a melhora foi suficiente para garantir uma vaga na série A de 2013. O importante é estar no G-4 na última rodada, e o fato de estar agora apenas exige que o time mantenha essa posição mínima – claro, o ideal é subir de posição. Ainda mais difícil que subir é manter o ritmo.

Depois do Goiás, vem o Ceará, outro adversário desafiador. A equipe tem condições de embalar duas vitórias seguidas contra ambos, e, se alcançar esse objetivo, além de estar encaminhando matematicamente a almejada vaga na série A, comprova o aprimoramento.

Não é hora de pensar em título. A distância para o Vitória ainda é grande. Após essas duas possíveis vitórias seguidas, aí sim uma nova avaliação pode ser feita. A pressa é inimiga da perfeição, como gostam de dizer alguns. Garantir o G-4 é a prioridade. SRN.



João Paulo vê partida do Atlético contra o Goiás como de 'Série A'

“A gente pensa em fazer um grande jogo e sair com a vitória. É o nosso pensamento e o que o Ricardo falou para a gente. Vamos chegar lá e fazer o que a gente sabe fazer. Tem que ir tranquilo, fazer o nosso jogo. Sabemos que é uma equipe forte, que está brigando e é um time grande também. Vai ser um jogo de Série A”, disse o volante João Paulo.
Ricardo Drubskcy ainda não definiu a equipe, mas o Atlético-PR deverá entrar em campo com Weverton; Maranhão, Naldo, Cleberson e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Elias e Henrique; Marcelo e Marcão.
O jogo será nesse sábado, às 16hs e terá transmissão ao vivo pela RPC.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Otimista,Ricardo Drubscky pensa em mais!

O Atlético-PR está de volta ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, embalado por nove jogos de invencibilidade, com sete vitórias e dois empates, e com a melhor defesa da competição: tem, assim como o Joinville, apenas 20 gols sofridos. Apesar da campanha, o técnico Ricardo Drubscky vê o time longe do ideal. Ele fala em "uma etapa de consolidação" e aposta que o time vai deslancar na competição:
- Eu, sinceramente, não acho que está (perfeito), não. Nós estamos controlando os jogos, jogando com qualidade. Agora, falta muita coisa. Eu vislumbro, no trabalho de campo, algumas etapas que são muito importantes. Nós estamos em uma etapa de consolidação de forma de jogo. Depois, vamos poder deslanchar. Estamos em um processo, e espero que a gente chegue o mais rápido possível. Por enquanto, está bom, mas vai melhorar muito ainda - afirma o comandante rubro-negro.
O próximo compromisso do Atlético-PR é contra o Goiás, às 16h (horário de Brasília) de sábado, no Estádio Serra Dourada. O duelo é um confronto direto, já que o Furacão é o terceiro colocado, com 43 pontos, e os esmeraldinos estão na terceira posição, com 46. Ricardo Drubscky comenta sobre a partida e promete buscar a vitória em Goiânia:
- Eu não mudo a minha forma de jogar, não por ser que tem que ser só esta forma, mas é a partir dela que você desenvolve uma forma de jogar. Vamos continuar e buscar a vitória contra uma equipe difícil, que tem um técnico que eu respeito muito. Então, vai ser um jogo muito difícil, um jogo de times grandes.

Vencer e vencer para subirmos! Por Célio

Anteontem o Furacão jogou um grande futebol e venceu mais um ”inimigo” na série B. Contando mais uma vez com o apoio incondicional da massa rubro-negra, em plena terça-feira, no meio da tarde, quando mais de 4000 atleticanos estiveram presentes. O Furacão goleou a equipe alagoana do CRB. 4X1 foi o placar da partida onde a equipe “sobrou” em campo. Apesar de muitos gols perdidos, o time se comportou bem e venceu com facilidade. Mesmo com o ataque funcionando bem em mais uma tarde inspirada do atacante Marcelo que converteu duas vezes, o meia Elias inaugurou o placar fazendo um gol maravilhoso... Como já é de costume o “maestro”, Paulo Baier entrou na segunda etapa e também deixou sua contribuição. Num belo chute de esquerda guardou a bola no gol da equipe adversária. Assim estava decretada mais uma vitória rumo ao acesso à série A. Vitória essa que nos levou a 43 pontos conquistados e com o final da rodada, permanecemos dentro do G4 na quarta colocação. Agora começou oficialmente a nossa contagem regressiva para o acesso...só restam mais 15 partidas para que consigamos atingir o objetivo...Vencer e vencer é o que nos resta para que isso seja possível. Nossa próxima partida é muito complicada pois é contra a equipe do Goiás, a equipe que está na terceira posição e à nossa frente. Se vencermos bem esta equipe, igualaremos em número de pontos e possivelmente os passaremos. Cada ponto conquistado será de suma importância para nosso êxito...melhor seria se vencermos todas as partidas para tornarmos a agonia um pouco menor. Porém temos certeza de uma coisa... ”no final TUDO dá certo” e vamos subir Furacão! SRN.à todos...e vamos Furacãoooo!

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu ontem o trio de arbitragem que comanda a partida entre Goiás x Atlético, sábado às 16h, no Serra Dourada. O árbitro carioca Péricles Bassols Pegado Cortez foi o escolhido pela entidade.
Ele será auxiliado por Tatiana Jacques de Freitas e Celso Luiz da Silva.

Para seguir no G-4... Por Luana

O Furacão venceu o CRB na tarde de terça-feira, jogando mais uma vez no Ecoestádio Janguito Malucelli. Com a goleada de 4 x 1 para cima dos alagoados o Rubro-Negro garantiu uma vaga no G-4 nesta rodada.

A partida foi movimentada. Com o Furacão melhor e tendo as melhores chances no primeiro tempo, abrimos o placar aos 34 minutos com um belo voleio do meia Elias. Cinco minutos depois, Marcelo ampliou o placar após bela jogada. Intervalo de jogo e 2 x 0 para o Atlético. Com a vitória quase garantida, o Furacão voltou para o segundo tempo pensando em administrar o resultado. Mas depois de bobeada da equipe atleticana, os visitantes diminuíram com Ricardinho. Só que os alagoanos não tiveram nem tempo de comemorar. Um minuto depois, Marcelo fez o terceiro para o Atlético e o seu segundo na partida. Para fechar a goleada, aos 38 minutos, Paulo Baier “o maestro” fez o quarto gol para o Furacão.

Três pontos importantes, que nos colocaram em 4º lugar na competição. O Furacão - com a derrota da equipe do Joinville – volta para o G-4 após 20 rodadas. Lugar de onde não sairá mais até a última rodada da série B! Com 43 pontos, o Rubro-Negro fica a apenas três do 3º colocado, Goiás – que venceu ontem o Criciúma, 2º colocado, por 1x0. Goiás, que será nosso próximo adversário, sábado, no Serra Dourada. Para os mais otimistas, vale lembrar que ainda temos chances de levantar a taça, basta torcer por tropeços dos primeiros colocados. A diferença para o Vitória, 1º colocado, é de 10 pontos.

Como havia dito semanas atrás, jogar em Curitiba traria ao Atlético a alegria que não víamos em Paranaguá. Com o apoio da torcida atleticana, que mais uma vez, bateu o recorde de público (4.038), já são 9 jogos sem perder. Podemos dizer, então, que o Furacão está honrando o apelido.

Apesar das críticas, Drubscky a cada jogo vem nos mostrando a verdadeira função de um técnico. Os jogadores estão jogando com seriedade, entrando em todos os jogos para vencer. Com isso, a maioria, que um dia já foi criticada, hoje, está fazendo sua parte. E, é claro, nos fazendo acreditar cada vez mais no acesso e nós trazendo a alegria de vibrar cada dia mais com o Clube Atlético Paranaense!

É hora de continuarmos nesta seqüência de bons resultados, para, assim, seguirmos no G-4!

#TeSigoEmTodaParte

Beijos e SRN para todos!




terça-feira, 11 de setembro de 2012

Furacão goleia o CRB e segue rumo ao acesso!

O Atlético Paranaense deu um grande passo para terminar a rodada da Série B do Campeonato Brasileiro no G-4 ao fazer a lição de casa diante do CRB na tarde desta terça. A vitória por 4 a 1, no Eco-Estádio Janguito Malucelli, leva a equipe aos 43 pontos e a deixa aguardando tropeços de Goiás e Joinville. Com 27 pontos, os alagoanos seguem como primeiro time fora da zona de rebaixamento.
Depois de pressionar, o Furacão abriu o placar aos 34 minutos, com um golaço de Elias, que aproveitou cruzamento de Pedro Botelho para mandar de voleio para as redes. Aos 39 minutos, Marcelo tocou na saída do goleio para ampliar. Depois do intervalo, Ricardinho descontou, aos 23 minutos. Dois minutos depois, Marcelo fez o terceiro. Paulo Baier, aos 37 minutos, fechou a contagem.
Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Goiás, sábado, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. O CRB volta a campo no mesmo dia para encarar o ABC, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.
O jogo –A partida começou morna no Janguitão, com as equipes se estudando e as ações concentradas no meio-campo. Aos sete minutos, João Paulo cobrou falta e Cristiano teve que se virar para tocar para fora e salvar os alagoanos. Aos poucos, o Furacão começava a impor seu futebol.
O CRB chegou com algum perigo aos 15 minutos, com Ricardinho se livrando da marcação e disparando o chute para defesa de Wéverton. Pressão rubro-negra e, aos 16 minutos, Elias Mandou o petardo, pela linha de fundo, dois minutos depois, Marcelo cruzou e Marcão, de cabeça, conseguiu perder o gol. Na resposta, Ricardinho, de frente para a meta, aos 21 minutos, furou.
O gol atleticano estava próximo. Aos 31 minutos, Marcelo chegou a passar pelo goleiro, tocou de calcanhar e a zaga afastou. Mas, aos 34 minutos, Elias, com um lindo voleio, aproveitou cruzamento de Pedro Botelho e mandou para o fundo das redes. Três minutos mais tarde, Marcão apareceu na área para testar firme e acertar o travessão. Logo na sequência, Marcelo recebeu na área e tocou na saída do goleiro para ampliar.
Na segunda etapa, as equipes retornaram sem novas alterações. O rubro-negro administrava bem o resultado, mas em alguns momentos dava espaço para o adversário aparecer no campo de ataque. Aos 20 minutos, Thiago Gomes desviou de cabeça na área e Wéverton segurou firme. Porém, aos 23 minutos, Ricardinho recebeu na área e tocou na saída do goleiro atleticano para descontar.
A reação alagoana durou apenas dois minutos. Elias fez a enfiada de bola para Marcelo, que recebeu na frente e bateu para o fundo do gol. Aos 29 minutos, João Paulo finalizou no cantinho e Cristiano foi buscar. Faltava o gol do maestro Paulo Baier, que entrou no segundo tempo e, aos 37 minutos, tabelou com Felipe e tocou com categoria para confirmar a goleada.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Maranhão não enfrenta o CRB

O técnico Ricardo Drubscky sofreu uma baixa durante o treino da manhã desta segunda-feira, no CT do Caju. Ainda no aquecimento, o lateral-direito Maranhão sentiu dores na coxa esquerda e não deve reunir condições de enfrentar o CRB, nesta terça-feira, às 15h, no Janguito Malucelli.
As opções para a vaga de Maranhão são Gabriel Marques, titular no início da temporada, e Daniel, que veio do São Caetano e ainda não estreou com a camisa rubro-negra.

domingo, 9 de setembro de 2012

Marcão agradece apoio do grupo

Após ficar vários jogos sem marcar gols, o atacante Marcão, do Atlético, voltou a balançar as redes e fez logo dois na goleada contra o Barueri, nea sexta-feira (07), no interior paulista.
Para Marcão, a expectativa é que ele consiga voltar ao rumo dos gols para ser decisivo e ajudar a equipe à voltar a Série A. "Estava a quatro partidas sem fazer gol e agora eu finalmente consegui voltar a marcar e esses são os primeiros de muitos gols que vou fazer para ajudar o Atlético a subir pra Série A", disse ele.
O camisa 9 do Furacão disse que o segredo para voltar a marcar gols é o trabalho. "Temos que trabalhar, buscando cada vez mais espaço, porque é só assim que você consegue voltar a fazer gol", lembrou.
Para Marcão, o mais importante foi o apoio que recebeu do técnico Ricardo Drubscky e dos colegas para voltar a melhor fase. "O treinador me deu muito apoio, meu companheiros também e eu posso, com isso, dar continuidade no meu trabalho e tentar marcar cada vez mais", finalizou.

sábado, 8 de setembro de 2012

Hoje tem o programa A VOZ DA CAVEIRA. À partir das 13h, na rádio mais AM 1120 KHz, você não pode perder!!! Todos os assuntos referentes ao FURACÃO e a TORCIDA RUBRO-NEGRA.
Você poderá participar ao vivo da programação pelo fone: 0xx41-3058-1120, e também nos enviar críticas, sugestões ou dúvidas, através do nosso e-mail :
avozdacaveira@osfanaticos.com.br

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Atlético goleia o Grêmio Barueri e dorme no G4

Edimar, feliz com a goleada do Furacão
Com atuação impecável, o Atlético goleou o Grêmio Barueri por 6 a 0, na noite desta sexta-feira, na Arena Barueri. Essa importante vitória levou o Furacão ao G4 da Série B. O Rubro-Negro dorme na 3ª colocação com 40 pontos, e amanhã torce por tropeços de duas dessas três equipes para não sair do G4: Goiás, São Caetano e Joinville.
Com o resultado desta noite, o Atlético chegou ao oitavo jogo de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, todos sob comando do técnico Ricardo Drubscky. Além disso, o time rubro-negro aplicou a maior goleada da Série B deste ano, ao lado de Joinville e Goiás, que venceram o Ipatinga também por 6 a 0.

Sorte. Por Diogo Rodrigues Manassés

Gal Costa é, sem sombra de dúvidas, uma das maiores cantoras brasileiras dos últimos tempos – por sinal, esteve em Curitiba fazendo seu show recentemente. Uma de suas músicas que mais me agrada se chama “Sorte”, cantada pelo também brilhante Caetano Veloso. Diz um trecho da bela canção: “Tudo de bom que você me fizer / Faz minha rima ficar mais rara / O que você faz me ajuda a cantar / Põe um sorriso na minha cara” (...).

Do meu ponto de vista, é sorte a sequência de Drubscky no CAP. Isso porque quando o time vê Drubscky, sai do tom, e muitas vezes (ao contrário de Gal em “Sorte”). Mas vence – ou empata, mesmo quando podia vencer. Pode soar um exagero afirmar que um técnico invicto sete partidas tem sorte.Contudo, não estou só: vejam, por exemplo, o comentarista José Ilan, que só acompanha o futebol carioca, afirmando sempre que Abel Braga – tido por muitos como um dos melhores técnicos brasileiros – é o técnico mais sortudo do país, tem o desempenho que tem com base na... sorte! Ilan afirma que Abel tem sorte. E eu afirmo que Drubscky tem sorte (confesso que a comparação soa absurda, o que, talvez, reafirme o argumento). Se o time, em dezembro, subir com ele, retifico meu posicionamento e admito sua competência até agora contestada – é uma promessa.

Drubscky tem sorte porque normalmente erra nas substituições, já errou algumas vezes na escalação inicial (Elias no banco é inadmissível), não aparenta ser o técnico que cobra melhora no vestiário, dentre outros fatores criticáveis. Mas está invicto há 7 partidas. O time joga mal e vence com placar mínimo (ou empata). Em todos os jogos, mesmo contra adversários altamente desqualificados, mesmo quando o Furacão é favorito, o time sofre. Tecnicamente, é um dos melhores da série B, não devia sofrer tanto, não sempre. Se Drubscky não vai mal nos números, o que vemos em campo não é tudo que os jogadores têm a oferecer. O time pode mais.

A sorte pode perdurar, mas não para sempre.

Em tempo: Marcelo Oliveira foi demitido daquele time, iniciam-se os rumores sobre a possibilidade da sua contratação pelo CAP. A torcida se divide. Melhor que Drubscky ele certamente é, afinal, ao contrário do que temos, Oliveira já é técnico de futebol. Mas tenho dúvidas se haveria clima no rubro-negro e, principalmente, se daria certo. SRN

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Vencer...meu Furacãoooo!

Numa terça-feira à tarde o Furacão enfrentou a equipe do Boa Esporte na nossa “nova casa” temporária, o Estádio Janguito Malucelli. Apesar do horário da partida, a massa atleticana esteve presente em bom número. Mostramos mais uma vez o porque somos a maior! Quebramos o recorde de público do Estádio que já era da torcida rubro-negra. Quase 4000 atleticanos presentes para empurrar o Furacão! Levando em conta que o jogo era às 15:00h em plena terça feira, foi um ótimo público. Quanto à partida foi um tanto ruim. Logo de início tomamos um susto e levamos o gol aos 7 minutos da primeira etapa... A equipe demorou a começar criar oportunidades e o jogo estava um tanto monótono. Apesar de tudo o técnico Ricardo Drubscky fez mudanças providenciais e conseguiu ajeitar a equipe.Com as entradas do atacante Marcelo, em tarde inspirada, e do maestro Paulo Baier a equipe suportou o placar e conseguiu a virada! Um ótimo resultado na nossa estreia nessa “nova casa”, porém o mais importante foram os 3 pontos conquistados...Mantendo esse embalo e conseguindo vencer a maioria dos nossos concorrentes, em breve estaremos dentro do G4 e aí continuaremos nessa mesma pegada rumo ao acesso à série A. Agora jogando em nossa cidade o apoio será maior ainda para a equipe conquistar os resultados e seguindo assim conseguir o acesso! Nossa próxima partida será contra a equipe lanterna da competição...o Grêmio Barueri. Partida difícil que seria ótimo vencer para avançarmos ainda mais! SRN. à todos...e vamos Furacãooo!

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Arbitragem


Sexta-feira, 21:50h Furacão e Grêmio Barueri...O carioca Wagner dos Santos Rosa foi o escolhido e será auxiliado por Wagner de Almeida Santos e Silbert Faria Sisquim.

Recuperado Cleberson deve voltar contra o Barueri

O técnico Ricardo Drubscky tem um importante retorno para o jogo desta sexta-feira, contra o Grêmio Barueri, às 21h50, na Arena Barueri: o zagueiro Cleberson volta de suspensão e certamente será titular do Atlético nessa partida.
Drubscky só tem que definir quem deixa a equipe para a entrada de Cleberson - Naldo ou Luiz Alberto - já que Manoel ainda se recupera de uma entorse no tornozelo esquerdo e já está vetado para o duelo diante do Barueri, o lanterna da Série B.
A delegação rubro-negra viaja nesta quinta-feira para Barueri, onde realiza mais um treinamento antes da partida de sexta-feira.

Estréia e vitória de virada! Por Luana Kaseker

O Furacão entrou em campo pela primeira vez no Ecoestádio Janguito Malucelli, pelo campeonato brasileiro, e fez a lição de casa vencendo de virada o Boa Esporte por 2x1, na tarde de ontem. Com a seguinte escalação: Weverton; Maranhão, Naldo, Luiz Alberto e Pedro Botelho; Deivid, João Paulo, Henrique, Elias e Felipe; Marcão.

Logo aos sete minutos de partida, a equipe do Boa abriu o placar com o meia Petros, que aproveitou falha de Naldo e bateu sem defesa para Weverton. Com o objetivo de colar no G-4, o Furacão partiu para cima dos visitantes, mas a pressa e o nervosismo atrapalhavam. O jogo seguiu ‘amarrado’ em todo primeiro tempo, até por conta da marcação dos mineiros. Drubscky mexeu no time antes do intervalo, colocando Marcelo no lugar de Felipe – que não viu a cor da bola, mesmo assim o placar não mudou.

Com o resultado parcial de 1x0 para o Boa Esporte, o técnico atleticano promoveu outra alteração já no intervalo: Paulo Baier no lugar de João Paulo. A entrada do velhinho deu mais movimentação e tranqüilidade ao time. E, aos sete minutos do segundo tempo, veio o empate Rubro-Negro. Após cruzamento de Botelho, Marcelo tocou para as redes. A torcida atleticana que compareceu em bom número - trazendo mais uma vez o recorde de público de um estádio (recorde que já era nosso), com um total de 3.823 torcedores – pode assim vibrar pela primeira vez. Quatro minutos depois, Baier cobra falta, Marcelo aproveita o rebote e vira a partida para o Atlético. Placar de 2x1, com 2 gols do atacante. Os mineiros só assustaram uma vez. Aos 25 minutos, Radamés cobrou falta e Weverton fez boa defesa. Depois disto, eles ainda tiveram um jogador expulso, facilitando ainda mais a tarefa do Furacão, que só precisou segurar o jogo. Com a vitória e os resultados da rodada, o Rubro-Negro é o sexto colocado, com 37 pontos e a 3 do quarto colocado, São Caetano. E, com uma vitória nossa na próxima rodada, podemos chegar ao 3º lugar.

Voltar a jogar em Curitiba vai fazer bem ao nosso amado Clube Atlético Paranaense, e o Janguito ainda nos proporcionará muitas alegrias. A vitória de ontem nos provou isso, pois foi nossa primeira virada no campeonato. Vamos seguir neste caminho, que no final do ano estaremos comemorando o acesso!

Vamos Furacão!

#TeSigoEmTodaParte

Beijos e SRN para todos!



terça-feira, 4 de setembro de 2012

Furacão vence mais uma e segue na briga para o acesso!

O Atlético Paranaense reencontrou o caminho das vitórias ao bater o Boa Esporte, de virada, por 2 a 1, abrindo a rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Eco Estádio Janguito Malucelli, na tarde desta terça-feira. Com o resultado, o Furacão chega aos 37 pontos e volta a encontrar no G-4 da competição.
Os visitantes abriram o placar aos sete minutos da primeira etapa, com Petros, que recebeu na entrada da área e bateu na saída de Weverton para marcar. Depois do intervalo, aos seis, Marcelo desviou cruzamento na área e igualou. Oportunista, o atacante decretou a virada, aos 18 minutos. Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Grêmio Barueri, sexta-feira, na Arena Barueri. Já o Boa Esporte terá pela frente o ASA de Arapiraca, no esmo dia, no Estádio Dizon Melo, em Varginha.
O jogo – O Furacão começou em alta velocidade e, logo no primeiro lance, chegou ao fundo do Henrique, que levantou na área para a zaga mineira afastar pela linha de fundo. O Boa, no entanto, rapidamente equilibrou as ações, e aos sete minutos, Petros recebeu enfiada de bola na entrada da área, dominou e bateu bonito para abrir o placar no Janguitão.
O gol logo no início mudou um pouco o panorama da partida, com o Boa apertando a marcação e o os donos da casa tentando pressionar de todas as formas. Aos 14 minutos, lançamento em profundidade para Pedro Botelho, que alcançou a bola, mas cruzou errado. Aos 17 minutos, João Paulo arriscou o chute de longe, sem perigo para o goleiro Daniel. A defesa rubro-negra mostrar total falta de entrosamento.
Insatisfeito com a atuação da equipe, Drubscky colocou Marcelo no lugar de Felipe. Aos 25 minutos, Petros partiu para a jogada individual e foi travado por Luiz Alberto antes do último drible. Aos 33 minutos, boa tabela entre Henrique e Marcão, que terminou com um chute torto, para fora. Após contra-ataque, Pedro Botelho teve a melhor chance do Atlético, aos 36 minutos, girando o corpo e batendo por cima do gol.
Na segunda etapa, o Furacão voltou com Paulo Baier no lugar de João Paulo. Logo no primeiro minuto, Marcelo levou a bola para o fundo e cruzou. Na área, ninguém conseguiu chegar a tempo para completar. Até que, aos seis minutos, Pedro Botelho cruzou e Marcelo desviou de leve para tirar do goleiro e deixar tudo igual no placar.
O gol animou o torcedor atleticano, que passou a empurrar mais o time. Aos 12 minutos, Marcelo fez a jogada individual e levantou. O goleiro não interceptou, mas os atacantes não acreditaram na jogada. Aos 18 minutos, Paulo Baier cobrou falta, Daniel deu rebote para o meio da área e Marcelo apareceu, com oportunismo, para empurrar para as redes.
O Boa voltou a assustar aos 24 minutos, em cobrança de falta de Radamés que Weverton foi no ângulo buscar. Aos 31 minutos, novamente d ebola parada, Radamés mandou para a área e o camisa 1 rubro-negro saiu para interceptar. Aos 37 minutos, Michel Elói recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o time mineiro com um a menos. Baier arriscou o chute, aos 43 minutos, e acertou a defesa.

Arbitragem

O gaúcho Anderson Daronco foi o escolhido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para apitar o jogo entre Atlético x Boa, amanhã, às 15h no Ecoestádio.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

sábado, 1 de setembro de 2012

Marcão falha e Atlético empata fora de casa

Marcão = nota 0,0. Participação lamentável no empate!!!

A vitória era fundamental tanto para Atlético, que estava de olho no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Em duelo equilibrado, com um primeiro tempo fraco e uma etapa final quente, porém, os times ficaram no 1 a 1. O zagueiro Eron, de cabeça, e o volante João Paulo, em chute de longe nos minutos finais do jogo, marcaram os gols na noite desta sexta-feira, no Estádio Ipatingão, pela 21ª rodada.
O resultado frustra a torcida atleticana. Com o resultado, o Atlético sobe para o quinto lugar, com 34 pontos. Mas ele pode ser ultrapassado por São Caetano, Avaí e América-RN no sábado. Ele encara outro mineiro na próxima rodada: o Boa Esporte, às 15h de terça-feira, no Ecoestádio, em Curitiba, com o apoio da nação atleticana, que promete invadir o Janguitão.