quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Tá chegando a hora ... Por Luana

Semana de tensão, angústia, ansiedade, nervosismo, é assim a semana de um ATLEtiba.

Última semana de futebol de um ano para ser esquecido, e para fechar com chave de ouro, nossa vida será decidida diante do nosso maior rival. Este clássico vai pegar fogo, com a vitória nossa chance de permanecer na elite do futebol brasileiro aumenta muito, lembrando que temos que torcer ainda para uma derrota do Cruzeiro, e uma derrota ou empate do Ceará diante do Bahia, mas além de nós, o rival verde precisa muito desta vitória para ir para Libertadores, quem diria. Domingo é o dia dos jogadores mostrarem tudo que não mostraram no ano, a raça, a garra e a determinação que a torcida tanto pede, muito diferente do que vimos contra o já rebaixado América MG.

Vamos pra cima dos coxinhas, acredito muito na vitória, espero que os jogadores honrem a camisa Rubro-Negra que é maior que tudo e todos, é por ela que essa nação vive e é essa nação apaixonada que estará o tempo apoiando e torcendo pelo Clube Atlético Paranaense. Que a “guerra” ocorra apenas dentro de campo, pois fora dele somos todos iguais, apenas com os corações divididos entre “Atleticanos” e “Coxas-brancas”. Tudo será resolvido no próximo domingo, que nosso Furacão mostre mais uma vez a grandeza de ser o maior clube deste estado.

ATLEtiba jogo onde os mais diferentes sentimentos se encontram, onde o coração dispara que parece que vai sair pela boca, um campeonato a parte, do qual você só quer sair vencedor. Deus nos proteja!

VENCER MEU FURACÃO ..

Beijos e SRN.


terça-feira, 29 de novembro de 2011

CAP GIGANTE

Chegar de passar vergonha, com esses babanas que nunca sentiram o gosto da vitória!!!
VOLTA PETRAGLIA!!!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Tristeza e vergonha... Por Elaine Novak

Nada de bom dia, péssimo dia, isso sim! Dentro de mim os sentimentos de vergonha, tristeza e decepção se misturam! Tínhamos tudo pra sair da ZR ontem! O mais improvável dos resultados aconteceu: o empate entre Ceará e Cruzeiro! Como não aproveitamos isso? Jogamos contra um time já rebaixado como se estivéssemos jogando uma pelada de fim de semana! Precisávamos vencer pra lutar pela permanência na série A, mas quem fez pressão o tempo todo foi o América. Raça e garra são palavras que definitivamente não casam com esse elenco. A falta de vontade apresentada no jogo de ontem foi de dar vergonha, raiva, desespero! Chegamos na última rodada do Brasileiro precisando vencer o rival, e dependendo de combinação de resultados. E ainda tem mais: o rival verdinho precisa vencer pra se classificar pra Libertadores e tudo isso acontecerá dentro de nossa casa. Poderia existir cenário pior? NÃO! Nossa torcida mais fiel do mundo foi até Uberlândia ver o que não merecia. Mais de quinze ônibus se deslocaram mil quilômetros pra ver uma palhaçada e sofrer com o desrespeito com que vestiram nosso manto sagrado. Conseguiram afundar o Atlético! Todos nós estávamos enxergando, desde o começo do ano, pois inúmeros colunistas, comentaristas e jornalistas já estavam cantando a bola! Nada foi feito para mudar. Tanta trapalhada nas contratações e na administração só poderia acabar nisso! Mas, apesar de tudo, eu ainda tenho fé e, se o Atlético permanecer na Primeira, ficará provado que milagres existem.

Agora é com você! Por Cadu

Olá gente querida. Nossa semana começa com jeito de funeral. O sentimento de tristeza, dor no coração, amargura… enfim estamos acabados.
O que foi o Atlético ontem! Parecia que o América, lutava pra não cair e o Atlético estava tranquilo na tabela.
Fiquei impressionado, com a falta de vontade dos jogadores. Será que eles não perceberam ,o que nossa torcida fez por eles?
Mais de 12 ônibus, saíram de Curitiba com destino a Uberlândia. Uma verdadeira invasão, pra ver a vergonha que foi!
Uma tremenda falta de respeito dos atletas, que não honraram o manto sagrado rubro-negro.
Mas, não são eles os principais culpados. A culpa maior, é do presidente Malucelli, que montou esse lixo de time.
Em 2011, foram erros e mais erros. Será, que preciso voltar a falar do Geninho? Tudo começou a dar errado ali! Sua saída foi errada.
E as contratações? Credo, tenho até vergonha em escrever, os nomes dessas amebas, que nos representaram em campo.
Mas não vou me aguentar. Tenho que comentar, sobre Morro Garcia. Como pode, esse perna de pau, valer mais de 7 milhões? A diretoria do Nacional-URU, deve dar risada até hoje do Malucelli. Devem pensar: Enganamos o bobo lá do Paraná…rsrsrs
Nem domínio de bola ele tem. É pior que jogador de várzea! Um verdadeiro perna de pau!!!
Morro Garcia, a maior contratação de todos os tempos do Atlético… Malucelli tonto!!!
Enfim, essa diretoria foi medíocre! Graças a Deus, o maior presidente do Atlético vai voltar!
Agora é com voce Petraglia! Que voce volte mais humilde e que em suas veia, corra aquele sangue de guerreiro, que fez do Atlético um time forte e vencedor!
Você tem o meu voto! Volta campeão…

Lopes sabe que não dá mais!


"Temos que continuar lutando. Lógico, agora não dependemos só da gente. Se tivéssemos vencido, dependeríamos só de ganhar do Coritiba. Agora, dependemos de outros resultados para poder permanecer na Série A. Há chances ainda, mas dependemos dos outros e isso é sempre muito ruim", reconheceu Lopes.
A realidade é que Lopes, no fundo sabe que o Atlético está na segunda divisão em 2012. Não adianta mais, quem perde para um América que rebaixado, não merece permanecer na primeira divisão.
Nosso time foi covarde, na hora da decisão mesmo com o apoio da fanática torcida atleticana, jogou ridiculamente.
Não há desculpas pra derrota de ontem. O time não teve a alma!!!
E agora Malucelli? Será que você errou?
Malucelli, o pior presidente do Atlético!!!

Só por milagre!!!

Após a derrota por 2 a 1 em Uberlândia, para o América-MG, o Atlético Paranaense depende de uma combinação de resultados para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro. Os adversários do Furacão são Cruzeiro e Ceará, que ontem empataram em 2 a 2 , o que garantiu a possibilidade matemática de livrar o Furacão do rebaixamento.
Para isso, o Atlético precisará vencer o clássico Atletiba do próximo fim de semana, na Arena, e torcer para que o Cruzeiro perca o clássico mineiro contra o Atlético-MG e o Ceará não vença o Bahia, em Pituaçu.
Com essa sequência de resultados, o Atlético chegaria aos 41 pontos, o Ceará a 39 ou 40 (se perder ou empatar com o Bahia) e o Cruzeiro se manteria com 40 pontos.

Gustavo fora do ATLEtiba

O Atlético não vai contar com o zagueiro Gustavo Araújo no clássico contra o Coritiba, no próximo domingo. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o América-MG e está suspenso. Para o seu lugar, o técnico Antônio Lopes tem o zagueiro Fabrício como a principal alternativa.

domingo, 27 de novembro de 2011

Foi medíocre!!!

O Atlético tinha mais uma decisão neste domingo na luta contra o rebaixamento. Mas sonolento em campo, o Furacão perdeu por 2 a 1 para o já rebaixado América, e com o empate em 2 a 2 entre Ceará e Cruzeiro, a equipe rubro-negra segue viva no Campeonato Brasileiro.
A decisão do futuro rubro-negro será na última rodada, no clássico Atletiba, em que o Furacão precisa vencer o rival Coritiba e torcer por derrotas de Ceará (joga fora de casa contra o Bahia) e Cruzeiro (recebe o rival Atlético-MG).
Sonolento, Atlético é dominado no primeiro tempo
O jogo começou movimentado e as duas equipes criavam boas jogadas de ataque. Logo no primeiro minuto, Guerrón finalizou pela linha de fundo. Aos 3, Kempes fez grande jogada e Renan Rocha defendeu com os pés. O tempo passava e o duelo seguia equilibrado. Aos 16, Marcinho aproveitou rebote da zaga, mas chutou por cima do gol adversário. Até que, aos 18 minutos, Marcos Rocha cruzou rasteiro, a zaga rubro-negra não cortou, e Kempes empurrou para o fundo das redes: 1 a 0 América.A derrota poderia rebaixar o Atlético ainda neste domingo, e nem com essa possibilidade, o time rubro-negro cresceu em campo. Pelo contrário, já que o Furacão não fazia um bom jogo e não conseguia criar boas oportunidades de empatar a partida. Aos 23 minutos, Paulo Baier bateu para fora. Dois minutos depois, Rodriguinho desperdiçou a chance de marcar o segundo do Coelho. Até o fim do primeiro tempo, a equipe mineira foi amplamente superior e dominou o Atlético, que não conseguiu mais incomodar o goleiro Neneca e foi para o vestiário perdendo por 1 a 0.
Furacão continua jogando mal e volta derrotado para Curitiba
O Atlético voltou um pouco mais acesso para a etapa final, criando algumas boas jogadas de ataque. Aos 12 minutos, Paulo Baier perdeu uma chance incrível de empatar a partida. Um minuto depois, Gabriel derrubou Marcelo Oliveira dentro da área e o pênalti foi marcado. Paulo Baier bateu com categoria e deixou tudo igual no Parque do Sabiá: 1 a 1. O tempo passava e o Rubro-Negro tentava de maneira desesperada virar o jogo, porque com os resultados de momento, a equipe ia sendo rebaixada para a Série B.
O América seguia com domínio da partida, e nervosos em campo, os jogadores do Furacão não conseguiam atacar com eficiência e ainda sofriam com os rápidos contra-ataques do time mineiro. Aos 35 minutos, mais uma vez a zaga atleticana nada fez, e Gilson apareceu livre para marcar o segundo do Coelho: 2 a 1 América. Até o apito final, pouco mudou no panorama do duelo e o Atlético voltou derrotado para Curitiba, mas ainda não está matematicamente rebaixado.

Angústia e felicidade bem perto de nós. Por Everton Furtado

É incrível pensar que mais de um milhão de pessoas hoje estão com o mesmo sentimento que eu, como se fosse a final da copa do mundo, e caso os nossos planos não saia como a gente espera será como se fosse o fim do mundo, estou em um estado de ansiedade a semana toda devido a esse problema. Hoje não ficarei criticando a gestão de Malucelli, pois o campeonato não acabou ainda para nós, e só quando não tivermos mais chances falarei o que é necessário, na verdade já foi falado tudo que era preciso desde o primeiro campeonato brasileiro que ele foi participante, então não será nada novo o que talvez venha a dizer. Estímulo, força, conselhos e torcida não faltam, teve gente mandando frases na internet, gente aplaudindo jogador em aeroporto, gente que se mobilizou e lotou muitos ônibus só para ir empurrar o furacão em Minas Gerais, tivemos até os caras do Racionais nos dando aquela força, ou seja, nossa parte estamos fazendo (como sempre!), agora é com vocês jogadores, o que estava ao nosso alcance nós fizemos, agora é dar a alma em campo e honrar com orgulho essa camisa que nos faz tão feliz só pelo fato de sermos atleticanos, vamos com força total, hoje é o dia de provar a nossa força e o motivo pelo qual usamos o apelido de Furacão. Agora caso seja o nosso destino cair esse ano, que caia agora, claro não temos como saber isso antes do tempo, mas é claro, isso é uma opinião minha, se for pra cair que seja agora, pois ser rebaixado pelas paquitas vai ser triste, ainda mais dentro do nosso templo, é pedir pra aguentar zoação por décadas

Furacão, joga valendo a permanencia na série A

Apesar de já estar rebaixado, o jogo do América-MG contra o Atlético-PR, neste domingo, às 17h, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, pode decidir muita coisa no Campeonato Brasileiro. O Furacão ainda luta para escapar do rebaixamento, e o Coelho pode ajudar o futebol mineiro com um triunfo, além de terminar a competição com dignidade.
O maestro Paulo Baier acredita que o Atlético vem jogando bem nas últimas rodadas do Brasileirão, e se entrar em campo assim diante do Coelho, tem totais condições de voltar a Curitiba com três pontos na bagagem. "Temos que ter tranquilidade porque o nosso time vem jogando bem. O problema seria se a gente estivesse jogando mal nessa reta final. Mas como estamos bem, temos essa esperança de fazer um grande jogo e vencer o América", disse o capitão rubro-negro.
É tudo ou nada para o Atlético, que tenta permanecer na elite do futebol brasileiro. Culpa da diretoria, que não soube contratar atletas de qualidade e ficou omissa, quando o time mais precisou!
O Atlético entra em campo com: Renan Rocha; Wendel, Manoel, Gustavo Araújo e Héracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Marcinho e Paulo Baier; Guerrón e Nieto
Força Atlético, força torcida!

sábado, 26 de novembro de 2011

Fé e ansiedade tomam conta da nação atleticana. Por Aline

Hoje não consigo pensar em mais nada, meu coração dificulta a passagem do tempo e a cabeça está em Minas Gerais - mais precisamente em Uberlândia. Não sabia nem como começar a falar desse jogo, e então pensei em uma palavrinha pequena, a palavra FÉ. Fui procurar uma frase que relatasse o que essa palavra com apenas duas letras significa, e encontrei algo perfeito para esse momento:'' A mais simples definição de fé é uma confiança que nasce do coração.'' E é assim que toda nossa nação está, restando apenas uma semana para o fim do Brasileirão.
Amanhã os jogadores terão que ter toda a fibra para vencer esse América, que apesar de rebaixado, vem sendo uma pedra no sapato de muita gente. Eu particularmente já disse há algum tempo que seria mais fácil o jogo contra o Cruzeiro, do que esse. Mais agora, depois daquele empate de domingo, pouco importa. É hora de colocar o coração no bico da chuteira e fazer acontecer. O destino de um clube com toda a nossa história, estará nos pés dos onze homens que levarão nosso escudo no lado esquerdo do peito nessas duas próximas partidas.
O Furacão que jogará com Renan Rocha; Wendel, Manoel, Gustavo e Héracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Paulo Baier e Marcinho; Guerrón e Nieto, terá o apoio de nossa maravilhosa Torcida, que irá em 12 ônibus para apoiar o nosso Furacão incondicionalmente como sempre. Sem mais delongas, só tenho a dizer que todos nós Rubro Negros estaremos com o coração nesse jogo, como nunca. Que a vitória venha, mesmo que a batalha seja árdua. EU ACREDITO!!!

Saudações Rubro Negras!

Furacão escalado para o duelo contra o coelho

Com o time já definido, o técnico Antônio Lopes relacionou 20 jogadores para o jogo. O time será o mesmo que bateu o São Paulo na Arena da Baixada e terá Renan Rocha; Wendel, Manoel, Gustavo e Héracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Paulo Baier e Marcinho; Guerrón e Nieto.
Pra cima deles Furacão...

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Um leão por dia. Por Diogo Rodrigues Manassés

Há um famoso ditado popular que se refere a matar um leão por dia. Significa que temos desafios diários, e que teremos que pensar em um desafio por vez.
O Clube Atlético Paranaense tem dois leões a matar em 2011. Perdeu a oportunidade de matar vários – aliás, melhor nem pensar nos pontos que poderia e deveria ter adquirido –, restam apenas dois. Dois leões difíceis de se matar, pois não vão, em hipótese alguma, facilitar o trabalho. Um deles está em “estado terminal”, mas não vai se dar por vencido. Aliás, melhor pensar no primeiro.
Os seis pontos são o máximo, mas também o mínimo. Sem eles, sem chance. Alguns ficam fazendo cálculos para ver as combinações possíveis para salvamento. A única matemática que precisamos é soma de três pontos com outros três pontos. O resto não depende de nós. Claro, secar os adversários diretos não seria ruim.
Antes de pensar no clássico, um leão – ou melhor, um Coelho – precisa ser morto.
Em tempo: a repercussão do erro do bandeira quanto ao gol legal marcado por Paulo Baier na partida contra o Cruzeiro pode ser enorme. É evidente que não apaga a pífia campanha do ano e os incontáveis erros da diretoria. Tampouco as falhas imbecis em várias partidas. Mas, considerando que era uma final, o erro pode ter sido decisivo. Com o gol validado, o Furacão ainda dependeria de si para não cair. Na situação que está, depende de outros. Revoltante!
Em tempo 2: ainda não recebi a resposta aos meus questionamentos feitos à chapa Paixão pelo Furacão. Oportunizo o espaço, não posso coagir a aproveitar. Quanto à outra chapa, já soube que só se manifestará após o campeonato. Aguardemos. SRN.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Como sempre, acreditar até o fim! Por Célio

Mesmo com TUDO jogando contra nós... Arbitragens, inimigos, porcentagem para o rebaixamento...Ao menos o nosso time resolveu jogar futebol,ainda bem, mesmo que seja só agora nessas últimas partidas... já é alguma coisa! Inclusive mesmo com o elenco limitadíssimo que foi montado pela nossa “grande” diretoria, temos que acreditar que o delegado conseguirá realizar o seu maior desejo que é vencer as duas últimas partidas! Parada mais que difícil, uma vez que, para o América MG já está “chovendo” dinheiro de todos os lados, como muito já está sendo divulgado, para que os times de minas sobrevivam... Além disso, temos que sonhar com o “milagre” da equipe do Ceará empatar com a do Cruzeiro em seu confronto direto para que nos favoreçam! Após teremos um Atletiba nervoso que só! Nós nessa situação incômoda de risco de rebaixamento e eles ainda sonhando com a possibilidade de conseguir uma vaga para disputar a taça Libertadores de América. Será realmente um jogo de ânimos quentes e exaltados! Nessa reta final mais que torcermos para o furacão, teremos que torcer por um milagre conjunto de vários tropeços de nossos concorrentes diretos...ou seja começando por um empate entre eles...CearáXCruzeiro precisamos demais torcer que eles se enrosquem e nenhum dispare...Além disso precisamos ganhar a difícil partida contra o América MG e após isso na última rodada temos que vencer os azeitonas...Mas contaremos com o caldeirão lotado apoiando o time seja qual for a situação! SRN. à todos e vamos furacãoooo!

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Calculadora na mão e fé no coração. Por Luana Kaseker

Apenas mais duas rodadas para nosso destino ser decidido e lá vamos nós para mais uma semana de tensão.

No empate contra o Cruzeiro, resultado que poderia ter sido melhor, se não fossem pelas falhas no gol deles e pela anulação do gol legitimo de Paulo Baier teríamos saído com os 3 pontos, estes que nos ajudariam muito e nos tirariam desta ZR, a vitória não veio mas somamos 1 pontinho a mais na tabela. O fato é que agora não dependemos apenas de nós, temos que torcer, rezar, para que todos os confrontos nos ajudem, contas e mais contas, mas é claro precisamos vencer esses dois últimos jogos.

Nosso adversário de domingo, é o já rebaixado América Mg, mas não pensem que será moleza, há muitos interesses neste confronto. Muitos torcedores do clube estão fazendo campanha para que eles entreguem o jogo para nós, já a imprensa de Minas quer que eles vençam, pois com nossa derrota a chance dos 2 grandes de lá permanecerem na 1ª é grande, é hora de nossa diretoria se mexer e dar aquela “ajudinha” que sempre rola no mundo do futebol, esta que já está acontecendo por lá, jogo de fortes emoções contra um time que apesar de já ter sido rebaixado com 2 rodadas antes do fim do campeonato, tem suas qualidades.

Acredito e muito na vitória, só assim para a que esperança que vem enchendo o coração atleticano após as belas apresentações do time nestas últimas rodadas, possa nos manter vivos neste campeonato e ir com tudo para vencermos os verdes dentro de casa.

Joguem com raça e orgulhem essa nação tão apaixonada pelo Clube Atlético Paranaense, acreditamos em vocês!

Contra tudo e todos ..

Beijos e SRN.


85% contra! Mas vamos até o fim...

Contra a matemática do rebaixamento, que aponta 85% de chance de queda para a Série B, o Furacão terá a volta do atacante argentino Nieto e do garoto da Baixada Deivid.
A luta continua e Antônio Lopes começa a montar a equipe, que enfrente o América Mineiro, no próximo domingo!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

O sonho: Empate deles e vitória nossa!!!

A próxima rodada vai ser decisiva para o Atlético. Isso porque Ceará e Cruzeiro se enfrentam, no estádio Presidente Vargas, e caso haja um empate nesse jogo e o Rubro-Negro vença o já rebaixado América-MG, em Uberlândia, o Furacão deixa a zona da degola e passa a ocupar a 16ª colocação, apesar de ainda não se livrar matematicamente do rebaixamento na penúltima rodada.
O ideal para o Atlético é vencer as duas partidas que restam no Campeonato Brasileiro (contra o América, fora de casa, e o clássico Atletiba, na Arena da Baixada) e ainda torcer por alguns tropeços das equipes que estão acima na tabela, principalmente Ceará e Cruzeiro, mas também Bahia e Atlético-MG, esses dois atualmente com 42 pontos. Vamos analisar os duelos da 37ª rodada e quais resultados ajudam o Furacão, caso ele ganhe do Coelho e chegue a 41 pontos.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

E a luta continua... Por Elaine Novak

Foto: Antonio More / Gazeta do Povo

Bom dia Torcida mais linda e fiel do Mundo! Sabemos que o empate não foi de todo um mal resultado, mas que amargo está sendo! É lógico que o Atlético está nessa situação por limitação técnica do elenco e limitação na capacidade de administrar dos dirigentes. Mas que fomos prejudicados pela arbitragem nesse Campeonato, também é inegável. O gol legítimo de Baier anulado pelo árbitro nos deixaria aliviados nessa luta contra o rebaixamento. Como é dolorido sermos prejudicados por um erro nessa etapa tão tensa e importante. As próximas duas semanas serão de total nervosismo por parte de todos nós apaixonados rubro-negros que somos. Precisamos ganhar os seis pontos em dois jogos e torcer contra nossos adversários diretos na luta contra a degola. Estamos mostrando um bom futebol, o jogo contra o São Paulo e principalmente o primeiro tempo contra o Cruzeiro provam isso. Marcelo Oliveira se destacou nas duas últimas partidas e é um dos jogadores que mais cita a necessidade de raça do time e tem feito sua parte para mostrar isso. O que nos resta é termos fé, mas muita fé, de que domingo contra o rebaixado América faremos os três pontos e Cruzeiro X Ceará fique no empate. Assim, contra o verdinho dependeremos de nós mesmos, e serão os 90 minutos mais longos de nossas vidas... Independente de tudo isso, o Atlético é nossa vida, respiramos essa paixão 24 horas por dia e sempre, em todas as circunstâncias, seremos eternamente rubro-negros.

Atlético, amor cada dia maior!!!

domingo, 20 de novembro de 2011

Agonia sem fim. Por Everton Furtado

Começa a me dar taquicardia quando começo a pensar que mesmo ganhando todas as partidas corremos o risco de sermos rebaixados, aconteceu o que vinhamos avisando a meses, não deixem para as últimas rodas dependendo de vitória ou derrotas dos outros times. Jogamos bem hoje, mas de nada adiantou, já que não ganhamos os três pontos que ai sim nos deixaria em bom estado, dependendo apenas de nossas vitórias, agora é torcer para o Ceará ganhar do Cruzeiro e fazer a nossa parte que nada mais é do que vencer todas. O maior medo é o último jogo, as paquitas, se fosse em outros tempos, estaria feliz de jogar contra elas, pois era vitória certa, mas o maldição do malucelli em não vencer atletibas é o que tira meu sono. Ultimamente ando em estado de ansiedade que tenho certeza, enquanto não acabar essa agonia não conseguirei relaxar. Próximo jogo é suar sangue, não existe mais derrota ou empate em nosso dicionário, negócio é ganhar todas, ah sem contar que temos um outro probleminha para analisar o saldo de gols, se o ceará ganhar as próximas duas partidas com mais gols que o Furacão, poderemos até ganhar tudo mas seremos rebaixados do mesmo jeito, nossa luta se torna mais dura a cada partida, e se não suarmos sangue nas próximas partidas ano que vem teremos que enfrentar o clássico contra o Paraná. Eu admiro a chapa que entrar caso o Furacão caia, pois a menos que entre pra meter a mão na grana, os dirigentes terão muita dor de cabeça para resolver nossos problemas, então ficará a pergunta quem realmente deixará a herança maldita?

Atlético foi roubado em Minas!!!

Era o jogo do ano para Atlético e Cruzeiro. Ameaçados de rebaixamento, quem vencesse o duelo deste domingo daria um passo gigantesco para permanecer na primeira divisão. Mesmo jogando na Arena do Jacaré, o Furacão foi pra cima da Raposa e abriu 1 a 0, mas permitiu o empate e volta pra Curitiba com apenas um pontinho na bagagem.
Com esse empate em 1 a 1, o Furacão segue na 18ª colocação, com os mesmos pontos do Ceará (17º) e um a menos que o Cruzeiro (16º). Na próxima rodada, o Atlético joga contra o já rebaixado América, enquanto Ceará e Cruzeiro se enfrentam e podem ajudar a equipe rubro-negra caso empatem.
  • Atlético joga bem, sai na frente, mas vacila no fim e sofre o empate
O jogo começou bom para o Atlético, que estava bem postado na defesa e explorava os contra-ataques. O Cruzeiro não conseguia incomodar o goleiro Renan Rocha, enquanto o Furacão criava as melhores jogadas da partida. Aos 16 minutos, Wendel cruzou e Paulo Baier cabeceou com muito perigo. Aos 21, foi a vez de Anselmo Ramon arrematar para fora. Até que, aos 25 minutos, Diego Renan entregou a bola para Wendel, que cruzou para a pequena área, e Marcinho balançou as redes: 1 a 0 Furacão.
Após o gol rubro-negro, o nervosismo tomou conta dos atletas da Raposa, que abusavam dos erros de passe. O Atlético seguia bem em campo, tocando a bola com tranquilidade e buscando o segundo gol. Aos 27 minutos, Renan Rocha fez sua primeira - e única - defesa em toda a etapa inicial, em chute perigoso de Wellington Paulista. No único vacilo do Furacão, o Cruzeiro chegou ao empate aos 43 minutos. Paulo Baier cobrou falta na barreira e cedeu contra-ataque ao time mineiro. Wendel falhou dentro da área, Renan Rocha saiu mal do gol e Charles cabeceou para o fundo das redes: 1 a 1, fim de primeiro tempo na Arena do Jacaré.
  • Jogo equilibrado na etapa final, mas nada de gols
O Cruzeiro voltou mais ofensivo no segundo tempo e o Atlético teve que recuar em campo e explorar ainda mais os contra-ataques. Aos 3 e aos 6 minutos, a Raposa esteve muito perto de virar o placar. Aos 11, Wellington Paulista arriscou pela linha de fundo. Aos 15, Héracles tirou de Ortigoza antes que o paraguaio finalizasse. O Furacão caiu de produção e levou pressão do adversário até os 25 minutos, quando a equipe rubro-negra acordou e deixou o duelo novamente equilibrado.
O jogo ficou aberto, com chances para os dois lados e dramático nos minutos finais. O Cruzeiro era mais perigoso no ataque, mas o Furacão se defendia bem e também chutava a gol. Aos 39 minutos, Renan Rocha fez grande defesa em chute de Farías. Aos 40, Paulo Baier marcou o segundo gol atleticano, mas o bandeirinha marcou impedimento inexistente e anulou o tento. Aos 43, Fábio fez duas defesas milagrosas, evitando a vitória do Furacão. Os últimos minutos foram emocionantes, o Atlético buscou a vitória, mas não conseguiu e a partida terminou com empate em 1 a 1.

Chegou a hora! Cruzeiro x Atlético

Explode coração… Assim está o coração de cada torcedor rubro-negro!!! Todos estão nervosos e na expectativa, do Atlético vencer o Cruzeiro, hoje às 17hs, em Sete Lagoas (MG), no estádio Arena do Jacaré.
Uma partida decisiva, pois o Cruzeiro está um ponto na frente do Atlético, e se nos derrotar, abre quatro, faltando apenas duas rodadas.
A realidade é a seguinte: Só nos resta vencer!!!
Lopes está atendo a tudo e já disse que a escalação do Atlético, só na hora do jogo. "Eu não vou liberar (a escalação) porque eu ainda não resolvi quem eu vou colocar. O ideal seria repetir a mesma escalação porque o time foi bem contra o São Paulo, mas não dá. Fizemos um treinamento tático e colocamos outros dois jogadores no lugar do Nieto e do Deivid, mas eu ainda não decidi", afirmou Lopes, que prometeu manter a formação com dois meias ofensivos. "Só vou mexer nas duas posições deixadas pelo Nieto e pelo Deivid", completou Lopes.
Para a vaga de Deivid, a tendência é que Renan Foguinho seja titular, e no ataque, Santiago García deve ser o companheiro de Guerrón. De certo, apenas que Wendel segue como titular da lateral direita do Furacão, mesmo com Wagner Diniz estando à disposição. "Fica porque ele foi bem, marcou bastante e vou mantê-lo na lateral direita. Ele fez boas jogadas de fundo, que eu sempre peço pro tim e fazer", explicou o Delegado.
O Atlético deve enfrentar o Cruzeiro, em um confronto direto na luta contra o rebaixamento (apenas um ponto separa as duas equipes) com a seguinte formação: Renan Rocha; Wendel, Manoel, Gustavo e Héracles; Renan, Marcelo Oliveira, Paulo Baier e Marcinho; Guerrón e Morro García.

sábado, 19 de novembro de 2011

O confronto direto, a decisão. Por Aline

Sempre me disseram que tenho uma forma única de amar o Atlético. Deve ser por todo o otimismo que deposito nesta camisa rubro negra que tanto me encanta. Sempre disse que torço até contra o vento - ou até contra os números - para acreditar que é possível dar tudo certo para o Furacão. No entanto, nesse ano que está horrível para mim em todos os sentidos de minha vida, por um segundo eu pensei em desacreditar nele. Logo, o sangue forte que corre em todo meu corpo, se encarregou de me trazer de volta o sentimento de atleticanismo que diz ''vai dar tudo certo''.
E tudo o que sei é que precisamos escapar da zona de rebaixamento, não importando o adversário que for. Tão pouco fará diferença essa promoção de ingressos para os cruzeirenses lotarem a Arena do Jacaré. A luta será árdua, e a vitória deve ser a recompensa. Como disse Marcelo Oliveira, quando a vitória vem, nem dá para sentir o cansaço. E é esse o pensamento que TODOS devem ter amanhã. Afinal, às 17 horas definiremos nossas vidas.
Sem o grande volante Deivid e sem o abençoado - e sortudo - Nieto, jogaremos com o Cruzeiro para definir quem vai e quem fica. É possivel dar conta do recado? Sim. A questão é só ter atenção, garra e lutar até a exaustão. Se todos fizerem isso, sairemos com dignidade desse jogo, e continuaremos esse percurso em busca da permanência. Acredito em um bom resultado, até pela empolgante partida que vi contra o são paulo, quarta feira. Só que também sei que o time mineiro vem mordido e necessita tanto quanto nós, desse resultado. Como disse a um amigo cruzeirense: QUE VENÇA O MELHOR, E QUE O MELHOR SEJA O MEU ATLÉTICO PARANAENSE.

Saudações Rubro Negras

Aline de Sousa

Hoje tem o programa A VOZ DA CAVEIRA.

À partir das 13h, na rádio mais AM 1120 KHz, você não pode perder!!!Como não temos o rabo preso com ninguém, não ganhamos ingresso e muito menos temos “sede” numa salinha dentro do estádio, abordamos a realidade de todos os assuntos referentes ao FURACÃO e a TORCIDA RUBRO-NEGRA.
Você poderá participar ao vivo da programação pelo fone: 0xx41-3282-1110, e também nos enviar críticas, sugestões ou dúvidas, através de nosso e-mail :avozdacaveira@osfanaticos.com.br ou osfanaticos@redemais.am .
Também pela internet, você poderá acompanhar nosso programa "ao vivo" clicando no link: http://redemais.am/ .
O ESPAÇO ATLÉTICO APOIA A TORCIDA ORGANIZADA OS FANÁTICOS.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Guerrón pode ficar fora do restante do Brasileirão

Guerrón pode ficar fora das partidas que restam para o Atlético no Campeonato Brasileiro. Expulso na partida contra o Flamengo, o jogador foi advertido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), entretanto a procuradoria do órgão acredita que a pena foi muito amena e o equatoriano será novamente julgado. O julgamento em segunda instância será realizado na próxima terça-feira (22), na sessão itinerária que acontece na Universidade Positivo, em Curitiba.
A jogada de expulsão começou no segundo tempo de jogo contra o Flamento, quando o Atlético vencia o jogo por 2 a 0. Guerrón fez falta dura em Willians e, como já tinha cartão amarelo, terminou expulso. Após receber o vermelho, o atacante ainda caiu em campo para ganhar tempo. O fato foi relatado pelo árbitro na súmula de jogo.
Em sessão da Terceira Comissão Disciplinar, no último dia 28, Guerrón foi advertido por praticar jogada violenta (art. 254) e absolvido no artigo 258 - assumir qualquer conduta contrária à disciplinar ou à ética esportiva.
A Procuradoria do STJD, porém, pede que Guerrón seja suspenso por pelo menos duas partidas (pelo art. 254) e mais um jogo de ganho pelo artigo 258 do Cófigo Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Como já cumpriu um jogo suspenso, Guerrón não voltaria a jogar o campeonato caso condenado.

Os três. Por Diogo Rodrigues Manassés

“Os três mosqueteiros”, livro clássico de Alexandre Dumas, bem como um razoável filme que esteve (não estou certo se ainda está) nos cinemas. Interessante que eles viram quatro mosqueteiros, pois o jovem D’Artagnan une-se a Athos, Porthos e Aramis para exercer a “função” de mosqueteiro.
Os três jogadores que, inegavelmente, decidiram a partida contra o São Paulo foram Marcelo Oliveira, Nieto e Guerrón. Cada um à sua maneira. Marcelo Oliveira fez uma espetacular apresentação individual, excelente tecnicamente e incomparável na vontade, deu a entender que a sua compra pode ser interessante. Nieto, argentino que vem se revelando. Primeiro, mostrou que sabe fazer gols. Depois, que sabe fazer jogada com os pés. Não será surpresa se mais surpresas (boas) vierem do atacante. E Guerrón, sempre voluntarioso, e com gols em partidas decisivas. Mas, verdade seja dita, a equipe toda – com as lamentáveis exceções de Marcinho, que só se salva pela vontade (será mesmo?) e Lopes, que parece cego em tiroteio – tem se portado bem, e se apresentou muito bem na última partida. Prova de que a vontade pode vencer a técnica.
Os três jogos que restam, todos sabemos, são cruciais. Ou melhor, todos, menos Lopes, que defende, ao menos contra o Cruzeiro, “uma boa partida”. Não, eu quero a vitória. É da vitória que precisamos, nos três jogos que restam. E é possível.
Sobre as eleições, ainda acho cedo afirmar qualquer coisa, afinal, uma das chapas ainda não divulgou os nomes. De todo modo, vemos dois grandes nomes: Mário Celso Petraglia e Ênio Fornéa Júnior. O primeiro é experiente e, não obstante tenha tido maus momentos e tenha cometido equívocos, foi quem nos levou às maiores alegrias – não sozinho. O segundo também tem sua experiência, mas menor. À chapa Paixão pelo Furacão, gostaria de elaborar três indagações (aguardo as respostas, se as receber, publicarei na próxima coluna): (i) a prioridade será o aspecto financeiro do clube ou o futebol?; (ii) pretendem continuar a “ética” do atual Presidente, que não contrata técnico empregado?; (iii) pretendem continuar a política da atual gestão de montar um time repleto de jogadores emprestados, ou vão preferir comprar e assumir a responsabilidade por equívocos?

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Lutar até o fim! Por Célio

Torcida mais linda desse mundo, nessa quarta feira tivemos mais uma prova que rubro-negro é quem tem raça e não teme a própria morte. Mesmo num jogo aonde a pressão era nítida de todos os lados, o furacão conseguiu vencer a equipe do São Paulo conseguindo manter um tabu bem importante. Os bambis nunca conseguiram vencer o furacão na Baixada! Mesmo nosso time sendo limitadíssimo conseguimos manter o ritmo do jogo e conseguimos dominar e conseguir um gol importante ainda no primeiro tempo. O restante do jogo conseguimos controlar a posse de bola na maioria do tempo, tivemos poucas chances de gol porém conseguimos segurar esse importante resultado. Resultado esse que nos encheu de ânimo para quem sabe conseguirmos mais uma vez ser “incaíveis”! Nessa quarta feira foram mais de 18.000 guerreiros que incentivaram o time até depois do final, numa prova de que a torcida estará ao lado do Clube Atlético Paranaense como e aonde for! Se conseguirmos manter essa balada e jogarmos todas as partidas restantes nesse ânimo, poderemos sonhar com a continuidade na série A em 2012. Dessa forma irmãos Fanaticanos, precisamos apoiar como sempre incondicionalmente até a última rodada para consagrar nosso furacão “incaível”! SRN. à todos...e vamos furacão!!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Furacão vence e continua na luta!

Com muito sofrimento, como devem ser todos os confrontos até o fim do campeonato, o Atlético conseguiu vencer a primeira das quatro batalhas que restam para tentar a permanência na Série A. Disposto em campo, o Furacão apostou a vida e venceu o São Paulo por 1 a 0, com gol de Guerrón, marcado ainda no primeiro tempo. O artilheiro da equipe com cinco tentos deixou o campo sob aplausos, tanto por garantir o placar salvador, quanto por atormentar a defesa tricolor no jogo.
Com o resultado, o Atlético vai a 37 pontos, assume a 17ª colocação e fica a apenas um ponto de deixar a zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time aposta a alma e a sobrevivência no jogo contra o Cruzeiro, em Sete Lagoas.

O Caldeirão vai ferver! Atlético x São Paulo

A luta continua! Essa é a frase, que a torcida atleticana se identifica no momento. Aliás, um momento complicado, que só a Baixada lotada, com a pressão da nação rubro-negra, pode reverter essa situação.
A bola rola hoje, às 20:30, e o adversário é bom e rápido time do São Paulo, que conta com jogadores de muita qualidade, como Lucas, Ceni, Rivaldo entre outros.
O Atlético se apega ao retrospecto contra o São Paulo para confiar numa vitória sobre os paulistas. Desde que o estádio atleticano foi inaugurado, em 1999, o time nunca perdeu para a equipe do Morumbi em jogos em casa.
Em 13 confrontos disputados, desde então, o Furacão venceu oito e empatou os outros cinco. Doze destes jogos foram pelo Brasileiro e um pela Copa Sul-Americana.
No total, em em partidas válidas por campeonatos nacionais, desde 1968, os dois times já se enfrentaram 38 vezes, e o retrospecto é equilibrado, com duas vitórias a mais para o São Paulo. Foram 13 triunfos paulistas, contra 11 dos paranaenses.
Um dos mais experientes do grupo atleticano, o meia Paulo Baier pediu que a torcida lote a Arena da Baixada neste confronto decisivo pelo Brasileirão.
- Agora é trabalhar forte. Contamos com o apoio da nossa torcida para saírmos com a vitória contra o São Paulo em casa. Vamos buscar sair dessa situação - disse o maestro atleticano.
Será uma decisão… Se o time perder ou empatar, acabou! Se ganharmos, a luta continua!!!
Raça Furacão, seu lugar é na primeira divisão!

FICHA TÉCNICA: 
ATLÉTICO X SÃO PAULO

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Data/hora: 16/11/2011 - 20h30

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (RJ)

Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e José R. Maciel Linhares (ES)
  • ATLÉTICO: Renan Rocha; Wagner Diniz (Wendel), Gustavo Araújo, Fabrício e Heracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Marcinho e Paulo Baier; Guerrón e Nieto. Técnico: Antônio Lopes.
  • SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Rhodolfo e Cícero; Wellington, Denilson, Carlinhos e Lucas; Fernandinho e Wiliian. Técnico: Emerson Leão

Seria maldição do número 4? Por Luana

É, faltam apenas mais 4 rodadas para permanecermos na 1ª divisão do campeonato brasileiro. Na última partida contra Corinthians foram 4 minutos de “apagão” do time, que nos custaram caro. Apenas 4 pontos nos tiram da zona de rebaixamento.
Seria maldição do número 4?
Isso eu não sei responder, mas o fato é que depois da vitória do Cruzeiro diante do Internacional no domingo, nossa missão ficou ainda mais difícil. Arrisco dizer que agora só escaparemos com as 4 vitórias (é de novo o 4), posso estar equivocada pois os outros times que estão na mesma situação que nós também estão tropeçando, mas se quisermos nos garantir sem depender de ninguém, vencer essas últimas 4 rodadas é fundamental.
Coincidências ou não, 2011 é um ano para ser esquecido.
E hoje, nesta quarta-feira dia 16 de novembro de 2011 temos como adversário o São Paulo, 7º colocado no brasileirão, mas que dentro de nossa casa jamais soube o que é vencer e jamais saberá. Mais uma vez vamos mostrar para eles que na Baixada quem manda somos nós, compromisso marcado hoje às 20:30 para apoiar nosso Furacão e manter o tabu, só os 3 pontos interessam, a luta continua!
#PraCimaAtlético
Beijos e SRN.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Morro Garcia suspenso e Oliveira volta

Para o jogo de amanhã contra o São Paulo, o único desfalque atleticano será o atacante Morro García, suspenso. Marcelo Oliveira e Manoel retornam e ficam à disposição do técnico Antônio Lopes.
A realidade de Morro Garcia é que ele nunca jogou pelo Atlético. Até o momento, se mostrou um jogador limitado tecnicamente e desesperado em campo!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Paulo Baier convoca a torcida

Quarta-feira, a partida contra o São Paulo se tornou uma final de campeonato. Se o Atlético perder, a série b em 2012 é seu destino, se o time vencer, ainda tem chances de escapar.
Sabendo disso, o maestro Baier, avisa: - Agora é trabalhar forte. Contamos com o apoio da nossa torcida para saírmos com a vitória contra o São Paulo em casa. Vamos buscar sair dessa situação – avisou Baier.
O retrospecto do duelo entre Atlético e São Paulo, na Arena da Baixada, é totalmente favorável ao Furacão. Ele ainda não perdeu para o adversário no estádio.

domingo, 13 de novembro de 2011

E a sina continua. Por Everton Furtado

Um jogos a menos, e os pontos não vem. O desespero vai aumentando a cada rodada, a ansiedade já está tomando conta de nós. Pelo que parece ficaremos sim para decidir o jogo na última rodada contra as paquitas, analisando bem, acredito que será o jogo mais tenso que irei presenciar, pois elas virão locas para nos rebaixar, e se não se ajeitarem agora, teremos de assistir nosso querido Furacão ser humilhado pelos ervilhas em plena arena. Embora já esteja começando, esperamos que a disputa entre as chapas não comecem a se acirrar e influenciar no desempenho do time pois o que já está complicado ainda pode piorar. Contra os bambis na arena o que resta é manter o tabu, espero que o Malucelli não nos dê de presente de natal a vitória para o São Paulo, afinal nosso presidente é bem amiguinho do Juvenal, não será novidade uma arte vinda dele nas rodadas finais do campeonato. Eu lembro de uma época que eu criticava os cinco minutos finais, não quero dizer que estamos livres desse mal, mas estamos melhorando a defesa está mais acordada no final do jogo, mas em compensação começou a dormir no começo, não estão dormindo direito a noite que entram dormindo no jogo? Levar dois gols em cinco minutos é sacanagem, o véio Baier vai ter uma parada cardíaca daqui a pouco, a impressão que dá é que só ele se mata e quer sair dessa fase, já falei e torno a repetir, em quanto não houver um comprometimento maior, uma entrega total dos jogadores, iremos continuar assim, e não adianta trazer torcedor e chorar na frente de jogador, tem que ter raça, paixão e acima de tudo respeito ao manto rubro-negro