segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Psicologia no futebol. Por Cadu

Olá amigos leitores, a semana não começou 100%, afinal perdemos para o Santos, lá na Vila Belmiro, estádio que mais parece uma caixa de fósforo, pedindo pra ir pro lixo.
Como pode um time, que teve Pelé, Zito, Pepe, entre outros gênios da bola, ter um estádio do nível da Vila Belmiro.
O estádio é uma mentira. Quem assiste o jogo pela tv, acha tudo maravilhoso. Mas se for ver a fundo, o estádio é um lixo!
Mas nem quero entrar no mérito da questão, afinal eles que fiquem com o estádio deles, porque nossa realidade é outra!
Temos a Baixada, o estádio da nação atleticana. O nosso Caldeirão do Diabo!
Então vamos falar do ataque atleticano. Nosso time passa por uma seca de gols e infelizmente esse problema é antigo. Basta ver as estatísticas dos anos anteriores, que todos vão perceber, que há anos o Atlético é pífio no ataque.
Sabendo desse problema, nossa diretoria confiou nos atacantes atuais e se deu mal.
Maikon Leite é um jogador que joga pelas pontas, Guerrón faz um gol a cada três anos, Bruno Mineiro é sempre uma dúvida, nunca uma certeza de gols, Marcelo não tem espaço com centroavante, Nieto é grosso e apavorado quando fica de frente para o gol e Thiago Santos é uma piada!
Quem é o matador desse time? Cadê o homem referência?
Desses jogadores, mesmo todos sabendo das dificuldades de cada atleta, temos que apostar em Maikon Leite, Guerrón e Bruno, pois o resto não vejo futuro.
Acho que o treinador Sérgio Soares, deve conversar por um longo tempo com Bruno mineiro, passando todo apoio que o jogador precisa.
A fase do atleta não esta nada boa mas com apoio do treinador, tudo pode mudar. Vejam o exemplo do jogador Val Baiano. O cara não marcava gols no Flamengo, bastou Luxa ter uma conversa com o jogador, que tudo mudou. Ontem, ele guardou duas bolas nas redes do Avaí.
Apoio do treinador é tudo! E Sérgio Soares, vai ter que ser um bom psicólogo, afinal, só ele pode muda,r essa má fase de Bruno Mineiro.
Vamos lá Sérgio Soares, chegou a hora de mostrar serviço e provar que você, tem capacidade de ser treinador, do maior clube do estado do Paraná!
A PSICOLOGIA NO FUTEBOL FUNCIONA, BASTA O PROFISSIONAL TER CAPACIDADE!

3 comentários:

Elaine Novak disse...

concordo contigo Cadu, a parte psicológica influencia demais os jogadores, e Bruno tem potencial e raça, é só acreditar mais e receber um maior apoio.
SRN

Anônimo disse...

mais uma vez, seu texto foi excelente...disse tudo !!!

Douglas disse...

Realmente Cadu, você está certo na sua opinião. Aproveitando o que você disse sobre o fator psicológico, lembro que depois da vitória sobre o mesmo santos na Baixada, ainda no primeiro turno, na entrevista coletiva após o jogo, o Carpegiane comentou sobre uma palestra motivacional que os jogadores tinham recebido no dia anterior e que isso tinha contribuído muito para elevar a moral do grupo. E todos nós lembramos como nosso Furacão jogou muito aquela noite, anulando Robinho, Neymar e Cia. SRN a todos. ATLÉTICO ATÉ A MORTE!!!