terça-feira, 28 de setembro de 2010

O maestro voltou. Por Edimar Malicheski

O nosso maestro, fez as pazes com a bola na última quarta–feira, já estava na hora. Nos 47 minutos do segundo tempo uma falta! Quem foi que bateu? Sempre ele não é, o maestro na hora que precisou, salvou a jogada..
Que belo time CARPEGIANE! Muitas vezes, eu pedi a saída do PAULO BAIER, mas vi, que ele é a peça chave do time até sem jogar, só de estar em campo já ajuda, serve de referência para os outros jogadores, as minhas críticas são sempre para o bem do nosso Furacão.
Quanto ao jogo de domingo com o Botafogo, quem mais se destacou foi o Guerón, que aliás já era em tempo. Todos esperavam que ele fizesse algo de bom, pois estava demorando muito. Era bola para fora e coisas assim. Até que enfim, ele nos salvou nos últimos minutos, fazendo o gol de empate. Pena que não fizemos os três pontos tão precisos, para saltarmos mais para frente. Que azar os gol desperdiçados, porque até que foi um bom jogo.
Vamos aguardar, que nesta quarta-feira, possamos sair da querida Baixada, com pelo menos os três pontos para conseguir ir para a Libertadores.
Galera vamos continuar cantando , torcendo, e empurrando o time nesta quarta, para a grande vitória, dá-lhe Furacão!
Até a vitória sempre !!!
Abraços amigos Atleticanos e Fanaticanos e até lá no CALDEIRÃO DO DIABO!!! O inferno dos adversários...

Um comentário:

André Gaspar disse...

Concordo com vc meu amigo Edimar,
quando tudo parece que esta perdido o barco está afundando sempre vai ter o pá salvador de Paulo Baier. Hoje é dia de vitória e eu aqui junto com os atleticanos do Rio Grande do Sul estaremos mesmo de longe torcendo pela vitória do nosso furacão.
Um abraço
André Gaspar
Atleticanos RGS