segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Justiça seria vencer. Por Elaine

Boa coxa-feira a todos! Eu ficaria inconformada se nosso Furacão tivesse perdido para o Botafogo. Com a ótima apresentação na segunda etapa, merecíamos ter virado o jogo. Como foi um jogo fora de casa, me alegrei com o empate e pelo fato de Guerrón “El Dinamita”, ter desencantado. Cá entre nós, quem jogou muito foi Branquinho, que fez lindos passes, e um deles Thiago Santos desperdiçou em uma das melhores chances de gol. Além disso, se posicionou muito bem e deu trabalho aos adversários, fazendo ótimos dribles. Vítor também fez uma excelente partida, e preocupa, pois saiu com dores. Aliás, gostei muito das duas últimas partidas de Vítor, e eu que era (ou sou) defensora de Olberdan. Na coletiva, Carpegiani falou de três pontos em que o time está melhorando a cada partida: organização, aspecto técnico e dinâmica de jogo. Concordo com ele. Foi bom ver Branquinho jogar bem tendo a companhia de Paulo Baier. Se os dois se entrosarem, o time tem muito a ganhar. Estou muito animada porque acredito mesmo que podemos lutar pela vaga na Libertadores, mesmo com essa mudança de regras no meio do campeonato. Por isso, quarta-feira, vamos lotar a Baixada, e mostrar mais uma vez nossa paixão por esse Rubro-Negro inigualável!



2 comentários:

Diogo disse...

O CAP tem mais volume de jogo, mas é incompetente na finalização. Precisamos de atacantes.

Concordo com vc Elaine, o Vitor tem apresentado bom futebol, e eu tbm gostava mais do Olberdam.

Vaga na Libertadores? Complicou, mas ainda tem campeonato pela frente. É sim possível.
Bjs,
Diogo.

Elaine Novak disse...

Pois é Diogo, faltaram boas finalizações para as jogadas de Branquinho! Qto à Libertadores, fé até a última gota! hahaha
Bju e obrigada! ;)